Brasil

9 de maio de 2016 - 15h11

Humberto Costa vê 1º passo para anular impeachment


Waldemir Barreto/Agência Senado
   
"Nós vamos analisar o que diz o regimento da Câmara. Nosso entendimento é que tudo deveria começar do zero. Não sei se seria esse o entendimento da Mesa [Diretora], mas vamos trabalhar para que seja."

Para ele, a decisão de Maranhão é o reconhecimento de que todo o procedimento que levou adiante o impedimento estava viciado, motivado por uma vingança do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que não obteve apoio do governo em relação ao processo contra ele no Conselho de Ética na Casa.

"Estamos denunciando desde o início que não há crime, que foi um processo iniciado por vingança, que o senhor Eduardo Cunha [presidente da Câmara que deu início ao processo] não tinha autoridade moral para iniciar esse processo."

Na mesma linha da presidenta Dilma Rousseff, Costa recomendou cautela. "É preciso confirmar a decisão [de Maranhão] e os desdobramentos dela", disse, em entrevista coletiva. Em seu perfil no Facebook, ele escreveu: “NãoVaiTerGolpe”.




 
Do Portal Vermelho, com agências

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais