REFORMA TRABALHISTA

11/11/2017 15h49

CUT: Resistir contra reforma trabalhista é estratégico

Na opinião do presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, está demonstrado que o golpe apoiado pelo empresariado contra a presidenta Dilma Rousseff prejudicaria os trabalhadores e os mais pobres. A observação do dirigente faz parte do Especial Reforma Trabalhista desta semana do Portal Vermelho. A convite do Portal representantes das seis centrais de trabalhadores enviaram artigos sobre a reforma que passa a vigorar neste sábado (11).

11/11/2017 15h49

Força Sindical: Reforma aprovada privilegia patronato

O Especial Portal Vermelho sobre a Reforma Trabalhista publica mais um artigo sobre os impactos da  reforma sobre as relações de trabalho no Brasil. Nesta quinta-feira (9), o texto é do secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna. Todas as centrais reconhecidas pelo Ministério do Trabalho enviaram artigos a pedido do Portal. Os textos estão sendo publicados todos os dias até sábado (11), quando entra em vigor a reforma trabalhista.

11/11/2017 15h48

CTB denuncia que Reforma Trabalhista precariza, mutila e mata

 Adilson Araújo, presidente da CTB, inaugura o Especial Reforma Trabalhista do Portal.

11/11/2017 15h34

NCST: Reforma Trabalhista é "falsa modernização"

O portal Vermelho recuperou trechos de nota oficial assinada por José Calixto, presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) que se posicionou contrária à reforma trabalhista durante a tramitação do projeto. Na opinião do dirigente a reforma trabalhista que entrou em vigor neste sábado é "uma falsa modernização" das relações de trabalho. Na ocasião em que foi divulgada a nota a central se mostrou disposta a contestar juridicamente a nova lei.

11/11/2017 15h14

Reforma Trabalhista: Malandragem empresarial

A “reforma trabalhista”, encaminhada pelo presidente Temer e aprovada pelo Congresso Nacional, em parceria com empresários do setor industrial e financeiro, é uma reforma a favor do capital e contra os trabalhadores e um atentado, vamos ser claros, contra o movimento sindical brasileiro.

Por Ricardo Patah*

11/11/2017 13h25

Reforma Trabalhista: Saiba o que muda e como vai afetar a sua vida

A nova lei trabalhista entrou em vigor. A partir do dia 11 de novembro todos os contratos de trabalho, antigos e novos, passam a funcionar de acordo com as regras aprovadas e sancionadas pela Presidência no dia 13 de julho passado.

11/11/2017 11h19

1° dia da Reforma Trabalhista: o que muda nos processos judiciais

As alterações previstas para entrar em vigor neste sábado (11) nas leis trabalhistas, através da reforma trabalhista de Temer, mudam não somente a forma como o trabalhador se relacionará com o emprego e o patrão. Mudam também a forma que o direito e a Justiça do Trabalho poderão atuar na defesa do trabalhador, obedecendo a leis regidas para privilegiar a parte economicamente mais forte da relação: o patrão.

11/11/2017 10h35

CSB: Reforma Trabalhista traz instabilidade jurídica e social

Presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Neto, é o autor do artigo "Reforma Trabalhista ou Tiro no Pé", escrito a pedido do Especial Portal Vermelho  da Reforma Trabalhista. A Lei sancionada pelo governo de Michel Temer entra em vigor neste sábado (11) e desequilibra em favor dos empregadores as relações de trabalho no Brasil. Todas as centrais enviaram artigos para compor o Especial desta semana.

11/11/2017 10h24

Tendência é reforma trabalhista prejudicar arrecadação

Entre em vigor neste sábado (11) a reforma trabalhista sancionada sem vetos pelo governo Michel Temer e que altera mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Um ponto que preocupa especialistas é que a formalização pela nova Lei 13.467/2017 de formas de contratação precária devem diminuir a arrecadação do governo.

10/11/2017 20h30

Reforma não cria emprego, não melhora economia e afeta fundo público

A reforma trabalhista, estabelecida pela Lei 13.467, entra em vigor neste sábado (11), sob críticas de sindicalistas, magistrados e economistas. As mudanças desequilibram ainda mais as relações de trabalho e integram um processo de desmonte da rede de proteção social. Ao contrário do que diz o governo, além de eliminar direitos e fragilizar o trabalhador, as novas regras não resolvem problemas do mercado de trabalho e da economia – pelo contrário – e devem agravar dificuldades fiscais do país.