19 de março de 2014 - 12h41

Clóvis Moura: um pensador das raízes da opressão no Brasil


Foto: Clécio Almeida 


Durante a entrevista, Soraya Moura lembrou que seu pai sempre foi um intelectual difícil de ser definido pois ele nunca se rendeu a esquemas. "Meu pai foi um defensor de suas posições. um nordestino, autodidata, que nos anos 1950 veio para São Paulo com uma única vontade: pesquisar e entender as lutas sociais do nosso Brasil", destacou ela.

Segundo Soraya, durante sua trajetória Clóvis Moura rompeu com as barreiras das disciplinas rigidamente estabelecidas pelas academias. Como um intelectual, lutou contra os muros elitistas que foram construídos ao redor dos acadêmicos, pois acreditava que o conhecimento deveria servir para o avanço da sociedade.

Pensamento Radical de Clóvis Moura

Como forma de reconhecer a vida e obra desse pensador revolucionário, a Fundação Maurício Grabois e a Unegro, com apoio da UJS e ANPG e parceria da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Município de São Paulo, realizará, na próxima sexta-feira (22), o Seminário Pensamento Radical de Clóvis Moura. No encerramento haverá o lançamento da 4ª edição do livro Rebeliões da Senzala e da revista Princípios dedicada ao pensamento de Clóvis Moura.


O evento ocorrerá no piso Caio Graco do Centro Cultural São Paulo, na Avenida Vergueiro. E contará com a realização de mesas de debates que começam às 14 horas, discutindo o impacto de sua obra. Também será lançado, na oportunidade, a 4ª edição do seu livro mais famoso, Rebeliões da Senzala.

Acompanhe a íntegra da entrevista na Rádio Vermelho:

Programa Destaques do Vermelho

Download  Download


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais