Geral

22 de fevereiro de 2013 - 15h09

Após paralisação e negociações portuários suspendem licitações

Representantes dos trabalhadores do setor portuário conseguiram suspender, nesta sexta-feira (22), as licitações dos portos até o dia 15 de março deste ano. A medida é temporária e dará tempo aos portuários para negociar alterações na Medida Provisória (MP) 595/2012, que estabelece novo marco regulatório para o setor. Outras paralisações previstas para o período também foram suspensas. A nova rodada de negociação será na sexta (28).



A negociação ocorreu durante a manhã de hoje em uma reunião no Palácio do Planalto entre dirigentes das federações dos trabalhadores e o ministro da Secretaria Especial de Portos, Leônidas Cristino.

Segundo ele, o governo concordou em suspender licitações dos portos até a data acordada com os trabalhadores, mas disse que os estudos para o início desse processo estão mantidos.

O ministro não descartou mudanças no texto da MP. “Não temos intenção de mudar a essência do texto, mas estamos abertos à negociação”, garantiu. Os representantes dos trabalhadores comemoraram o resultado da greve de hoje e consideraram a paralisação essencial para a abertura de negociações com o governo.

Balanço

Trinta e seis portos em 12 estados participaram da paralisação desta sexta, prevista para ocorrer entre as 7h e as 13h.

Com o acordo, está suspensa a paralisação prevista para a terça-feira (26), conforme estratégia que havia sido aprovada pelos trabalhadores para pressionar o governo. A próxima rodada de negociação ocorrerá na sexta-feira (28) com a participação do relator da MP, senador Eduardo Braga (PMDB-AM).

Com Agência Brasil
  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais