Mídia
01/01/2017 9h05

72% dos brasileiros leem notícias nas mídias sociais

A televisão ainda tem a audiência de 79% dos brasileiros, mas o consumo de notícias pelas mídias sociais tem aumentado. Segundo pesquisa do Instituto Reuters, da universidade de Oxford, 91% dos brasileiros disseram usar a internet para se informar.


Mídia
30/12/2016 11h35

Veja e Temer “vendem” imagem de Marcela como consolo para crise 

Para tentar levantar a popularidade de Michel Temer, rejeitado por pelo menos 77% dos brasileiros, o governo ilegítimo, com a ajuda da revista Veja, resolveu explorar a imagem da primeira-dama Marcela Temer. A Capa de Veja deste fim de ano gerou uma onda de vomitaços nas redes sociais, até mesmo entre os leitores de Veja. 


Mídia
30/12/2016 10h56

Arnaldo César: Como se livrar dos trapaceiros 

O governo golpista está completando seu sétimo mês no poder. Prometeram retomada instantânea do crescimento econômico. Os indicadores insistem em registrar um desastre. O País está mergulhado numa recessão. O desemprego ruma a passos largos para a casa dos 15 milhões de pessoas sem trabalho. A produção industrial despenca. O sempre robusto setor dos agronegócios começa a capengar.

Por Arnaldo César Ricci Jacob*


Mídia
29/12/2016 14h43

Calar Jamais! A Comunicação na luta pela democracia em 2017

O enfrentamento do conservadorismo e do golpe exige ações que unifiquem amplos setores democráticos e populares em várias frentes. A construção dessa unidade só será efetivada se estiver lastreada em propostas que aglutinem a sociedade. A luta em defesa dos direitos trabalhistas, da Saúde, da Educação, da Soberania Nacional precisam se desdobrar em uma agenda política concreta. Essa é uma das principais tarefas e desafios para o ano de 2017.

Por Renata Mielli


Mídia
28/12/2016 16h52

Mais de mil jornalistas são demitidos em SP

A mídia privada, controlada por meia dúzia de famílias, continua exercendo forte influência no Brasil - não há que subestimá-la. Ela foi a principal protagonista do "golpe dos corruptos", que derrubou a presidente Dilma e alçou o Judas Michel Temer ao poder. Contraditoriamente, porém, o seu modelo de negócios está em profunda crise. Entre outros fatores, ela decorre do crescimento da internet e da própria perda de credibilidade dos veículos partidarizados e manipuladores. 

Por Altamiro Borges*


Mídia
24/12/2016 12h15

A escandalosa troca de favores entre Temer e as revistas

Raras vezes, se é que alguma, o Brasil foi regido como agora por homens tão sem noção de decência pública.

Por Paulo Nogueira*


Mídia
21/12/2016 20h45

Coalizão repudia manobra no Senado em favor do projeto das teles

 A Coalizão Direitos na Rede emitiu nota nesta quarta-feira (21) em que repudia a rejeição do recurso apresentado por dez senadores para que o projeto que altera a Lei das Telecomunicações fosse votado no plenário da Casa. A decisão da secretaria-geral da mesa do Senado fez com que apenas a Comissão Especial debatesse o projeto de lei que faz profundas modificações na relação entre o poder público e as empresas de telecomunicações.


Mídia
21/12/2016 16h15

Natalia Sancha: Quem são os rebeldes de Alepo?

Em artigo publicado no insuspeito El País, jornal espanhol que também emite a opinião da corrente dominante na mídia internacional e ocidental, a jornalista Natalia Sancha revela quem são os tais "moderados" que operam na Síria e as ações deles durante a libertação da cidade de Alepo das mãos dos terroristas. Só o mais cavernícola e desonesto jornalismo é ainda capaz de ocultar que os "rebeldes sírios" são um bando de facínoras, capazes de todos os crimes.


Mídia
19/12/2016 19h39

O impeachment como resultado da exclusão informativa

O presente artigo tem como tema o papel desempenhado pelos meios de comunicação, notadamente a imprensa, no processo que culminou com a destituição da presidente Dilma Rousseff do cargo, em agosto de 2016.


Mídia
19/12/2016 15h39

"PIG só publica aqueles que apoiaram o golpe parlamentarista"

O debate na imprensa brasileira prima pelo efeito irracional de primariedade: os colunistas apelam à argumentação simplória, abusam da correlação ilusória, quando falsas associações entre dois eventos ou situações são identificadas como tendo uma função causal.

Por Fernando Nogueira da Costa*