Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 16h41

Chacina da Lapa: o último massacre da ditadura militar

No dia 16 de dezembro de 1976, os militares executaram uma operação repressiva que matou três dirigentes comunistas e prendeu outros. Um duro golpe no PCdoB, que dirigiu a resistência da Guerrilha do Araguaia e se mantinha firme no combate à ditadura. Mas aquele último ato de truculência da ditadura não foi suficiente para destruir o PCdoB. A ditadura acabou, a democracia voltou e o Partido está vivo e atuante, jogando destacado papel na vida política e nas lutas do povo brasileiro.


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 16h18

Orlando Silva Jr.: Aos mártires da nossa história

Há 40 anos, uma operação militar que resultou nas mortes de 3 dos principais dirigentes do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) marcou, de forma brutal, os últimos anos da ditadura militar no país.


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 13h49

Greenhalgh: a Chacina da Lapa o fez advogado de preso político

O advogado de Aldo Arantes e Haroldo Lima, por ocasião das prisões e torturas de ambos, conta como aquele caso influenciou sua decisão de dedicar-se, por toda a vida, a defesa de presos políticos. Greenhalgh lembra detalhes daquele episódio, revelando os meandros da Justiça durante o regime militar.

Por André Javier Pereira Payar


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 13h44

Chacina da Lapa: Perseguição policial em 16 de dezembro de 1976

A manhã de 16 de dezembro de 1976 foi de correrias, traição e fuzilaria em São Paulo, como contou Verônica Bercht no capítulo inicial da biografia que escreveu sobre Elza Monnerat.

Por Verônica Bercht*


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 13h34

Chacina da Lapa: PCdoB reafirma compromisso com a democracia

Ato na Câmara Municipal homenageou os mártires do massacre: Pedro Pomar, Ângelo Arroyo e João Batista Drumond. Mas também disputa a memória sobre a resistência à ditadura militar, assim como reafirma a capacidade dos militantes comunistas levarem seus ideais às últimas consequências.

Por César Xavier, do Portal Grabois


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 11h32

Luiz Manfredini: Tristeza na primavera de Pequim

No livro que produzi para a Fundação Maurício Grabois em 2012 – “Vidas, veredas: paixão”, com o subtítulo “Memórias da saga comunista” – dediquei algumas páginas ao que ficou conhecido como a Chacina da Lapa. Há exatos 40 anos, a repressão da ditadura militar então vigente no País, invadiu a casa onde acabara de se realizar uma reunião do Comitê Central do PCdoB.

Por Luiz Manfredini* 


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 10h57

José Reinaldo: Em memória dos mártires da "Chacina da Lapa"

Nesta data, 16 de dezembro, na "noite dos chacais, no Brasil dos generais", ocorreu há 40 anos a "Chacina da Lapa", quando sicários da ditadura militar assassinaram Pedro Pomar, Ângelo Arroyo e João Batista Drummond, dirigentes do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). São heróis do povo brasileiro que seguem inspirando a atual geração de lutadores pela liberdade, e os militantes comunistas em seus esforços pela permanente construção de um partido revolucionário. Glória eterna!


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 10h31

Aldo Arantes: Homenagear os heróis da Lapa e reforçar a luta

A ditadura já atingira 12 anos de violência e opressão sobre o povo brasileiro quanto ocorreu a Chacina da Lapa. O Comitê Central do Partido se reunira para fazer avaliação e tirar lições da heroica experiência da Guerrilha do Araguaia.

Por Aldo Arantes*


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 10h03

Wladimir Pomar: Massacre da Lapa, 40 anos depois

Em dezembro de 1976 o Brasil ainda vivia sob a ditadura militar. Ela se encontrava, então, numa complexa retirada estratégica. Por um lado prometia distensão lenta e segura, de “retorno ao Estado de Direito”. Por outro, suas forças de segurança faziam perseguição feroz a todos que se opunham ao regime.

Por Wladimir Pomar*


Chacina da Lapa - 40 Anos
16/12/2016 10h02

Chacina da Lapa: Música Sangue em flor

O massacre conhecido por Chacina da Lapa repercutiu internacionalmente. Diversas manifestações de repúdio às ações do governo militar, incluindo um manifesto assinado por 40 mil pessoas. Em Lisboa, a musica Sangue em Flor foi composta em homenagem aos militantes presos e mortos na operação. Abaixo a letra da música, composta pelo grupo Ação Cultural Vozes na Luta, de Portugal, em 1977 e apresentada em ato público.


123