Economia
07/12/2017 13h43

Milhares de crianças podem morrer por causa do teto de gastos

A mortalidade em crianças menores de cinco anos poderá ser maior nos próximos 13 anos (até 2030) sob efeito das medidas de austeridade fiscal adotadas com a Emenda Constitucional 95, conhecida como Emenda do Teto dos Gastos, que reduz investimentos em políticas públicas e congela os recursos da saúde e da educação por 20 anos a partir de 2017.


Economia
06/12/2017 18h56

Taxa de juros cai a 7%, mas economia ainda patina

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco do Central anunciou, nesta quarta (6), mais um corte na taxa básica de juros, a Selic, que foi de 7,5% para 7% ao ano. Trata-se do patamar mais baixo desde 1986, mas o Brasil se mantém com um dos países com maior juro real (descontada a inflação) do mundo. Está em quarto lugar no ranking. Os sucessivos recuos não têm sido suficientes para animar a economia, que patina com uma variação do PIB de 0,1% no último trimestre.


Economia
06/12/2017 18h05

Para 71% dos brasileiros, muito ricos devem pagar mais imposto

Enquanto governo finge combater privilégios com a reforma da Previdência, a população ensina o caminho para fazer isso de verdade. Ao invés de cortar direitos, tornar a tributação mais justa. Para 71% dos brasileiros, os muitos ricos devem pagar mais impostos para financiar educação, saúde e moradia. E, na contramão da política de redução do papel do Estado em curso no governo Michel Temer,79% acreditam que o combate às desigualdades é dever do Estado.


Economia
06/12/2017 14h13

Agricultor não está fora da Reforma da Previdência, diz deputado

“O governo mente ao dizer que o agricultor familiar está fora da reforma da Previdência. De forma sorrateira, Temer está colocando em outros artigos a obrigação de contribuição mensal dos agricultores e de todos os membros da família. Na prática, isso acaba com a condição de segurado especial da Previdência, um direito dos agricultores familiares”.


Economia
06/12/2017 13h41

O neoliberalismo funciona?

Para Noah Smith, defensor da principal corrente keynesiana, o neoliberalismo funciona, e cita o fenômeno do crescimento da China como principal exemplo!

Por Michael Roberts*


Economia
05/12/2017 19h15

Manuela D´Ávila - Reforma trabalhista: ruim na Espanha, pior no Brasil

No dia 24 de abril, o presidente Temer afirmou que a reforma trabalhista no Brasil tinha como modelo a Espanha. É interessante a gente partir do exemplo dado por ele. De fato tem coisa parecida e a Espanha pode nos dar um modelo do que significa essa reforma.


Economia
05/12/2017 18h23

Saber, poder e indução política: Banco Mundial, ator intelectual

 Nos últimos dias, o Banco Mundial divulgou o relatório intitulado “Um ajuste justo: análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil”, com diversas prescrições sobre o que as autoridades brasileiras devem fazer em matéria de ajuste fiscal. Com ampla repercussão nos grandes veículos de comunicação e reações contrárias nas mídias sociais, o relatório trouxe para o centro da cena pública o debate sobre o Banco e sua atuação no país. 

Por João Márcio Mendes Pereira*


Economia
05/12/2017 17h24

Governo faz "terrorismo" com Previdência, dizem esconomistas

De escolas diferentes, duas economistas desmontam, em matéria do G1, o discurso do governo de que a não aprovação da reforma da Previdência neste ano levará o país ao caos econômico. Para Monica de Bolle, a gestão faz “terrorismo”. Já Esther Dweck aponta que impacto das mudanças na aposentadoria, ao contrário do que diz a versão oficial, deve ser negativo para a economia.


Economia
05/12/2017 16h42

Copom deve cortar de novo os juros, mas economia segue patinando

 Taxa básica deve cair amanhã para seu menor nível histórico, mas indicadores não autorizam discurso ufanista do governo sobre retomada, em um país profundamente desigual.


Economia
05/12/2017 16h22

 Paulo Kliass: Juros ou previdência?

A divulgação do documento “Ajuste justo” elaborado pelo Banco Mundial (BM) pretendia cumprir um importante papel de ampliar o espectro de apoio político à política do desmonte do Estado e da destruição das políticas sociais. O estudo havia sido encomendado ao BM ainda em 2015, pelo então Ministro da Fazenda de Dilma Roussef, Joaquim Levy.

Por Paulo Kliass*