Cultura
23/09/2016 18h34

Marilena Chauí: "Liberdade é afastar as paixões tristes"

Há trinta anos, o Núcleo de Estudos e Pesquisas da Funarte promovia um curso livre intitulado “Os Sentidos da Paixão”. O sucesso foi tamanho que o curso se transformou em um ciclo de várias conferências, gerando 800 ensaios, sob a coordenação do filósofo Adauto Novaes.


Cultura
23/09/2016 17h51

Retrato no entardecer de agosto, um sonho socialista do século 19

O jornalista e escritor Luiz Manfredini acaba de lançar seu terceiro livro, Retrato no Entardecer de Agosto. Diferente das obras anteriores – As Moças de Minas e Memória da Neblina – desta vez ele volta ao século 19 para nos apresentar a impressionante história Dr. Faivre, um médico francês que fundou uma “comunidade” no Paraná livre da escravidão quando esta prática ainda vigorava no Brasil.

Por Mariana Serafini


Cultura
23/09/2016 16h38

Ideologia política e literatura (Lenin diante de Tolstói)

O autor deste texto é o grande pensador marxista espanhol Adolfo Sanchez Vásquez (1915 –2011). Ele se exilou no México em 1939 após a derrota da República espanhola pelas tropas fascistas de Francisco Franco. Foi professor na Universidade Nacional Autônoma do México, sendo autor de inúmeras obras sobre filosofia, literatura e arte; entre os livros publicados no Brasil destaca-se “As idéias estéticas de Marx” (Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1968).

Por Adolfo Canchez Vazquez


Cultura
23/09/2016 15h46

 A Poesia pede licença

Peço licença para falar sobre a poesia. Ou sobre o poeta. Ou talvez a poesia e o poeta sejam um só, que neste caso o poeta foi feito, vida inteira, da mesma matéria, do verso e do amor, da dor e do ritmo, da poesia que corta, sangra e apaixona. Peço licença. É que em um dia feito hoje, há 43 anos, morria de dor e de fascismo o poeta Pablo Neruda, o que disse que “o que mais se parece com a poesia é um pão ou um prato de cerâmica ou uma madeira delicadamente lavrada, ainda que por mãos rudes”.


Cultura
23/09/2016 14h41

Martinho da Vila, o embaixador do samba

Com um novo álbum na praça, aos 78 anos, Martinho da Vila surpreende ao revelar que voltou à sala de aula para cursar Relações Internacionais.

Por Manuela Azenha


Cultura
23/09/2016 11h52

Eduardo Galeano, a voz da fraternidade

Despertar o espírito de libertação, contar pequenas histórias que ajudam a enxergar a grande, sensibilizar sobre as razões para chorar e as razões para rir de nossa realidade comum: esses foram os objetivos de Eduardo Galeano. O escritor uruguaio nos apresentou a evocação da cultura popular à celebração dos horizontes a expandir.

Por Sébastien Lapaque*


Cultura
22/09/2016 10h29

"Fora, Temer" em NY: Plateia vaia Serra em show de Woody Allen

O ministro das Relações Exteriores José Serra esteve no show da banda de Jazz do cineasta Woody Allen, no bar do Hotel Carlyle, em Nova York, e acabou motivando o coro de protesto "Fora, Temer!" entre os presentes. O tradicional show do cineasta norte-americano costuma reunir celebridades em passagem por Nova York às segundas-feiras.


Cultura
22/09/2016 10h04

Umberto Eco: O fascismo eterno

Em 1942, com a idade de dez anos, ganhei o prêmio nos Ludi Juveniles (um concurso com livre participação obrigatória para jovens fascistas italianos – o que vale dizer, para todos os jovens italianos). Tinha trabalhado com virtuosismo retórico sobre o tema: “Devemos morrer pela glória de Mussolini e pelo destino imortal da Itália?” Minha resposta foi afirmativa. Eu era um garoto esperto.


Cultura
21/09/2016 12h59

Dilma e Jandira recebem apoio de artistas e intelectuais no Rio

Dilma Rousseff foi recebida por artistas e intelectuais, na Zona Sul do Rio, durante reunião jantar em apoio à candidatura de Jandira Feghali para a Prefeitura. "Precisamos fortalecer as candidaturas progressistas em todo o país", disse Dilma. Participaram do encontro, além de parlamentares cariocas, os cantores Tico Santa Cruz e Leoni, Bete Mendes, a professora Maria da Conceição Tavares, Renato Rabelo, os atores comediantes Gustavo Mendes e Bemvindo Sequeira, entre outros. 


Cultura
21/09/2016 8h52

Fascistas não leem ficção

As confusões da política brasileira têm deixado assustados não só os próprios brasileiros, mas também aqueles que estão acostumados a visitar o país. O angolano José Eduardo Agualusa aporta por aqui ao menos uma vez por ano e acompanha tudo o que acontece por meio de seus amigos. Morou no Brasil por quatro anos, dois em Pernambuco e dois no Rio de Janeiro. Quando voltou para Portugal, onde reside atualmente, levou consigo um carinho e uma preocupação como se fosse nativo.

Por Jamyle Rkain