Brasil
23/06/2016 13h00

Secretário de Temer é acusado de assédio e agressão à mulher

Não satisfeito em ter como rótulo um governo com representação feminina ínfima,Temer resolveu premiar um agressor de mulheres e nomeou o presidente da JPMDB de Minas, Bruno Moreira Santos, para coordenar a Secretaria Nacional de Juventude. Segundo reportagem da revista Época, o novo coordenador da pasta é acusado de agressão e assédio sexual por duas mulheres.

Por Laís Gouveia 


Brasil
23/06/2016 12h14

Sorrentino: O custo da tentativa de impeachment e as saídas políticas

Não há como computar o custo que tem um golpe na democracia consagrada na Constituição de 1988. Será um custo histórico, uma cicatriz que se manterá aberta por décadas na vida política e social do país, se for consumado o impeachment.

Por Walter Sorrentino*


Brasil
23/06/2016 12h10

Adalberto: Unidade da esquerda é indispensável à derrota do golpe

O objetivo prioritário do governo interino é condenar a presidenta Dilma Rousseff no julgamento do Senado Federal, e, assim, governar até 2018. É uma obviedade: os golpistas estão focados em consumar o golpe. E a resistência democrática e a esquerda, que é seu núcleo propulsor, evidentemente, se batem, para derrotar o golpe, mas, nesta hora crucial, marcam passo, uma vez que estão divididos quanto ao melhor caminho.

Por Adalberto Monteiro*


Brasil
23/06/2016 12h01

Temer facilita privatização do setor elétrico e tira subsídio da conta

O presidente provisório Michel Temer editou a Medida Provisória 735, que foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (23), que altera trechos de diversas leis do setor elétrico facilitando a privatização. Segundo fontes, o objetivo da medida é viabilizar a venda de ativos da Abengoa e a privatização das distribuidoras da Eletrobras, a começar pela Celg, esta em sociedade com o governo goiano.


Brasil
23/06/2016 11h13

Testemunhas evidenciam que não há crime nas ações da presidenta Dilma 

A Comissão do Impeachment ouviu, nesta quarta-feira (22) três testemunhas da defesa da presidenta eleita. Os três reafirmaram que os procedimentos técnicos comprovam que não houve irregularidade na edição dos créditos suplementares, base da acusação contra Dilma Rousseff. Os senadores da base da presidenta Dilma destacaram que, cada vez mais, os detalhes técnicos dos procedimentos evidenciam que não houve dolo da presidenta Dilma. 


Brasil
23/06/2016 10h30

Dilma: Para que haja consulta popular é preciso que eu volte

Em entrevista ao jornal El País, a presidenta Dilma Rousseff reafirmou seu compromisso com a democracia e em retomar o seu mandato ameaçado pelo conspiração liderada por Michel Temer (PMDB), que classificou com uma “horda de hunos”, em referência aos grupos bárbaros que invadiram Roma durante o Império Romano.


Brasil
23/06/2016 10h24

Comissão aprova novo cronograma do processo de impeachment 

A Comissão Especial do Impeachment aprovou nesta quarta-feira (22) um novo cronograma de trabalho, tendo em vista o número de testemunhas ouvidas, acima do previsto. Até agora, já foram ouvidas 31 testemunhas, sendo seis de acusação e o restante, de defesa. A atual fase, de depoimentos, pode ser encerrada no dia 4 de agosto, e o julgamento final do processo pode ocorrer a partir do dia 9 do mesmo mês. 


Brasil
23/06/2016 9h39

Líder do PT pede à Comissão de Ética demissão de Kassab e Perrella

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República recebeu na tarde desta quarta-feira (22) denúncia contra dois ministros de Estado e mais três ocupantes de altos cargos do governo provisório de Temer.


Brasil
23/06/2016 8h38

Altamiro Borges: Cadê a valentia da OAB golpista?

Na véspera da sessão de horrores da Câmara Federal que deu a largada ao processo de impeachment de Dilma, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cláudio Lamachia, aproveitou os holofotes da mídia para apoiar o “golpe dos corruptos”.

Por Altamiro Borges*


Brasil
22/06/2016 20h22

Comentarista tucano caiu em armadilha tramada por ele próprio

Comentarista da rádio Jovem Pan, Marco Antônio Villa diz que o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad vai embora para casa às cinco e meia da tarde num dia em que a agenda de Michel Temer, a quem queria agradar, se encerrou às 15h00.