Vermelho

www.vermelho.org.br

05/09/2019

Veja onde serão os atos que farão do 7 de Setembro um "Dia de Luto" 

A UNE (União Nacional dos Estudantes), a Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) e a ANPG (Associação Nacional de Pós-Graduandos) promovem neste sábado, feriado de 7 de Setembro, um Dia de Luto em todo o País. Na data que celebra a independência do Brasil, as entidades estudantis chamam os brasileiros a saírem às ruas de preto, num protesto em defesa da Amazônia e da Educação. Na mesma data, ocorrerá o Grito dos Excluídos 2019. Confira os locais onde haverá manifestações.

Em meio a mais uma crise no setor, o Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta semana que, em 2020, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) só terá metade do Orçamento de 2019. Na proposta de orçamento para 2020, a perda prevista para todo o MEC é de 9%. É o terceiro anúncio de cortes da Capes só neste ano – 11 mil bolsas de pesquisa estão em risco.

Situação similar passa o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que suspendeu a concessão de novas bolsas e ainda pode não conseguir pagar as atuais a partir deste mês. Os dois órgãos são os principais fomentos à pesquisa no ensino superior.

A crise na Amazônia também parece não ter fim. De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a Amazônia teve mais queimadas e mais alertas de desmatamento entre janeiro e agosto em 2019 do que o registrado no bioma nos mesmos períodos desde 2016. A péssima repercussão internacional gerou uma ameaça à soberania nacional sobre a região, além de ter deixado tratados e acordos econômicos sob ameaça.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, rebate os fatos com desinformação e ataques a quem o contesta. Na semana passada ele pediu que as pessoas vistam verde e amarelo no 7 de Setembro para mostrar que a “Amazônia é nossa”. Os estudantes inspirados na geração “Cara Pintada” da década de 90 – movimento responsável pelo “Fora Collor”, que derrubou o presidente do poder – responderam convocando os jovens para que usem preto neste dia.

“Precisamos ir as ruas sim, mas defender a nossa educação e a nossa Amazônia da destruição que esse governo tem feito. Por isso dia 7 eu vou de preto”, afirmou o presidente da UNE, Iago Montalvão.

Veja os atos que estão previstos nas capitais:

Região Sul
- Porto Alegre, 15h: Parque Farroupilha
- Curitiba, 11h: Praça Santos Andrade
- Florianópolis, 8h30: Catedral

Região Sudeste
- São Paulo, 9h: Praça Oswaldo Cruz
- Belo Horizonte, 9h: Viaduto Santa Tereza
- Rio de Janeiro, 9h: Uruguaiana
- Vitória, 8h: Praça do Porto de Santana

Região Centro-Oeste
- Cuiabá, 15h: Praça Cultural
- Brasília, 8h: Rodoviária do Plano Piloto
- Campo Grande, 8h: Rua Candido Mariano
- Goiânia, 8h30: Catedral de Goiânia

Região Norte
- Manaus, 15h: Praça da Saudade
- Belém, 8h: Mercado São Brás
- Porto Velho, 15h: Av. Imigrantes
- Boa Vista, 16h: Avenida S4, ao lado da Escola América Sarmento
- Macapá, 15h: Rua Leopoldo Machado

Região Nordeste
- Salvador, 8h: Praça do Campo Grande
- São Luís, 10h: Areinha
- Recife, 8h: Praça do Derby
- Fortaleza, 8h: Av. Dioguinho
- Natal, 8h: Praça Herói dos Pescadores
- Maceió, 9h: Praça Sinimbu
- Aracaju, 9h: Praça Fausto Cardoso
- Teresina, 8h: Pátio Assembleia Legislativa