Vermelho

www.vermelho.org.br

15/04/2019

Cuba se esforça para resgatar médicos sequestrados no Quênia

Profissionais estavam no país em missão humanitária.

O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel disse em sua conta no Twitter que “Cuba está se esforçando incansavelmente para o retorno seguro de Assel (Herrera) e Landy (Rodriguez), nossos médicos sequestrados no Quênia”. “Com eles e seus entes queridos, compartilhamos a certeza de que sua missão humanitária será respeitada e reconhecida. Acreditamos no poder da solidariedade”, afirmou.

O ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez Parrilla, twittou: “Tive uma conversa por telefone com a ministra das Relações Exteriores do Quênia, Monica Juma. Trocamos sobre o sequestro dos dois médicos cubanos e as ações realizadas pelo governo de seu país diante do infeliz incidente.”

Canais

Em ambas as contas do Twitter, verificou-se que os demais médicos cubanos no Quênia estão seguros e informados de cada uma das medidas tomadas para resgatar os dois companheiros sequestrados. Assel Herrera Correa é especialista em Medicina Geral Integral da província de Las Tunas, e Landy Rodríguez Hernández, de Villa Clara, exerce a cirurgia.

Em uma nota informativa emitida em 12 de abril, o Ministério da Saúde Pública de Cuba informou que todos os canais com as autoridades quenianas foram estabelecidos para chegar a uma solução sobre o sequestro de ambos os médicos internacionalistas no exercício da sua profissão nesse país.

A informação é do jornal Granma