Vermelho

www.vermelho.org.br

14/04/2019

Jandira aciona órgão de defesa da mulher para proteção de Alê Silva

A denúncia de ameaça de morte supostamente feita pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, à deputada federal Alê Silva (PSL-MG) levará a Secretaria e Procuradoria da Mulher na Câmara dos Deputados a tomar providências sobre o caso.

A deputada do PSL recebeu informações de que o ministro fez ameaça de morte a ela numa reunião com correligionários, em Belo Horizonte.

Os órgãos foram acionados pela deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), líder da Minoria na Casa. Ao prestar solidariedade à deputada, Feghali diz que nesta segunda-feira (15) haverá reunião do conjunto de mulheres para tomar medidas sobre a denúncia.

“Ministro do Turismo denunciado não só por esquema de candidaturas laranjas, mas agora por ameaça de morte a uma colega da mesma legenda? Não só os órgãos competentes devem apurar, como o ´presidente´ não pode se omitir. Gravíssimo!”, disse a parlamentar no Twitter.

Conheça o caso


A deputada Alê Silva é do mesmo partido e estado do ministro Marcelo Álvaro Antônio, acusado de se beneficiar de recursos do Fundo Partidário oriundos de candidaturas de mulheres laranjas.

Ela diz que descobriu o esquema após a eleição, a partir de relatos de políticos do PSL de Minas e de pesquisa nos dados da prestação de contas das candidatas apontadas como sendo de fachada.

Afirmando temer represálias no partido, ela encaminhou o material e os relatos que tinha à Associação Patriotas em Foco, de sua cidade. A entidade fez uma representação ao Ministério Público dias antes da publicação da primeira reportagem sobre o caso.

Alê Silva mora em Coronel Fabriciano, no Vale do Aço, região que concentra a maior parte das candidatas laranjas do PSL de Minas.

“Duas laranjas, Debora Gomes e Milla Fernandes, são da minha região. Eu andei palmo a palmo todo o Vale do Aço e nunca ouvi falar delas durante o período de campanha (...) Tudo o que eu pesquisei e o que foi relatado pelas laranjas que acusaram o ministro tem extrema consistência”, afirma a deputada federal.