Vermelho

www.vermelho.org.br

25/01/2019

Márcio Jerry sobre Jean Wyllys: Vítima do esquema Bolsonaro

Para o deputado federal eleito, Márcio Jerry (PCdoB), uma “onda de ataques vis” fez o deputado federal reeleito, Jean Wyllys (PSOL) abrir mão do novo mandato e abdicar da vida no Brasil.

Wyllys vive sob escolta policial desde o assassinato da sua correligionária Marielle Franco. Defensor da causa LGBT, Jean Wyllys é um dos alvos favoritos de grupos conservadores.

Nas redes sociais, Jerry lamentou a renúncia e avalia que Wyllys é “vítima do esquema Bolsonaro”, citando a ligação da família do presidente Jair Bolsonaro (PSL) com milicianos investigados pela morte de Marielle.

“A democracia perde. Toda solidariedade, companheiro Jean Wyllys”, lamentou Márcio Jerry. O presidente do PCdoB no Maranhão também criticou a postura do presidente Bolsonaro, que supostamente usou o Twitter para comemorar a desistência de Wyllys, seu antigo desafeto na Câmara.

“Um congressista é ameaçado de morte e por isso sai do país e desiste do mandato. O presidente da República então vai ao seu perfil no Twitter para comemorar. Isto é barbárie, boçalidade, estupidez, senhor Jair Bolsonaro”, disparou Jerry.

Márcio Jerry assume o mandato em Brasília no dia 1º de fevereiro. Tudo indica que no Congresso Nacional ele deva ser uma das principais vozes maranhenses de oposição ao governo Bolsonaro.