Vermelho

www.vermelho.org.br

26/07/2018

Centrão formaliza apoio a Alckmin que continua a caça de um vice

Conforme esperado, o empresário Josué Gomes (PR) formalizou o "não" ao convite de ocupar a vice na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República.

Durante ato em que o bloco oficializou o apoio ao tucano, nesta quinta-feira (26), foi lida uma carta enviada aos líderes reafirmando que não será vice na chapa. Na carta, ele diz que rejeita a missão por "questões pessoais".

Na segunda-feira (23), em encontro com Alckmin, Josué já tinha afirmado que não seria candidato a vice. Ele comprometeu, porém, a fazer campanha para Alckmin.

O bloco formado por DEM, PP, PR, PRB e SD bate cabeça para encontrar o vice. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou a desistência de concorrer ao Planalto — o que foi feito com a leitura de uma carta no evento -, e disse que vai concorrer como deputado federal. Nos bastidores a informação é de que o acordo é pela manutenção de Maia na presidência da Câmara.

Durante o evento que oficializou o apoio, ao discursar saudou o empresário Flávio Rocha e o ex-ministro da Ciência e Tecnologia Aldo Rebelo (SD), este último cotado para ocupar a vice.

Outro cotado é o ministro Mendonça Filho. ao ser questionado sobre o assunto, desconversou. "O que posso dizer é que ele (Josué) é um nome super qualificado e eu me sentiria superfeliz em ter ele me vice", garantiu.