Vermelho

www.vermelho.org.br

19/05/2017

De Patativa do Assaré para o Caldeirão da Santa Cruz do Deserto

Há 80 anos, no sertão do Crato-CE, a comunidade do Sítio Caldeirão, que tinha como líder religioso o beato José Lourenço, foi massacrada por forças militares. Formada por camponeses que partilhavam o trabalho e os produtos da terra, foi encarada como uma ameaça "comunista" pelo Estado, a Igreja e as oligarquias. Patativa do Assaré, em cena do documentário 'O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto' (Dir. Rosemberg Cariry - 1985), homenageia o beato José Lourenço, escrito para o filme e publicado no livro 'Ispinho e Fulô' (1988)