Vermelho

www.vermelho.org.br

07/07/2016

Fórum Social Mundial das Migrações repudia golpe de Estado no Brasil

“Desde a terra de um importante ancestral, Zumbi dos Palmares, lançamos um grito de repúdio ao golpe de Estado contra Dilma Rousseff”, disse Ilda Guerreros, membro do Grito dos Excluídos durante a abertura do Fórum Social Mundial das Migrações na noite desta quinta-feira (7) na capital paulista

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, deu as boas-vindas aos imigrantes de todo o mundo que participam da 7ª edição do Fórum e assinou uma lei municipal que vai garantir direitos e políticas públicas os imigrantes que escolhem São Paulo para viver. “Estou orgulhosos que vocês tenham escolhido São Paulo para realizar o Fórum Social Mundial das Migrações porque esta é a terra dos mil povos, uma cidade construída por imigrantes”.

Segundo Haddad, a lei sancionada nesta quinta-feira (7) entra em vigor já na sexta-feira (8) e institucionaliza o Centro de Referência do Imigrante, o Conselho Participativo do Imigirante e um conjunto de políticas públicas para acolher melhor os imigrantes em São Paulo. “Não podemos tratar os seres humanos com uma condição inferior à das mercadorias que circulam livremente no planeta. Nós acreditamos que o ser humano deve ser acolhido onde ele escolher para viver e criar sua família”.

Haddad disse estar orgulhoso, enquanto descendente de imigrantes libaneses, de ser prefeito de uma cidade que vive “um nova onda migratória” e recebe “de braços abertos haitianos, sírios, bolivianos...”. “Os ganhos civilizatórios são inestimáveis”.

Participaram da abertura do evento a vice-prefeita e secretária municipal de Educação, Nádia Campeão; o secretário municipal de Direitos Humanos e representantes do Grito dos Excluídos.

Assista, ao vivo, a abertura do Fórum Social Munial das Migrações: