América Latina

13 de fevereiro de 2018 - 17h18

Procurador denuncia plano colombiano para invadir a Venezuela

Divulgação
O procurador advertiu que o cenário de invasão não será permitido e haverá resistência popular no país O procurador advertiu que o cenário de invasão não será permitido e haverá resistência popular no país

Segundo o site oficial do governo venezuelano, Saab disse que a Colômbia busca reeditar "épocas já superadas na história militar, como o bombardeio, a invasão e a ocupação a sangue e fogo, de um país pacífico como Venezuela".

O procurador advertiu, contudo, que tal cenário de invasão não será permitido porque, "a Força Armada Nacional Bolivariana e o povo e as instituições democráticas não permitirão que isso ocorra na pátria do Libertador Simón Bolívar".

Saab disse ainda que suas afirmações são feitas com "a calma e a reflexão" de quem sabe "que cada passo que fizeram aponta para o amedrontamento, para a aplicação do terrorismo psicológico, tendo todo o arsenal de propaganda transnacional a seu serviço".

O ex-chanceler venezuelano Roy Chaderton já havia apontado para um possível movimento militar contra a Venezuela ao comentar na sexta-feira (9), em entrevista televisiva, sobre a existência de uma "expectativa" de invasão militar ao país, embora não tenha esclarecido por parte de quem. "Na tentativa louca de invadir o nosso país, cada esquina vai ser uma trincheira e cada janela um espaço para um franco-atirador patriota", afirmou Chaderton.


Do Portal Vermelho, com EBC

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais