31 de janeiro de 2018 - 21h29

Frente Brasil Popular convoca o povo para discutir rumos do país


Divulgação
José Bertotti: É preciso resistir a esse processo golpista José Bertotti: É preciso resistir a esse processo golpista
“Trata-se de ação que vai mobilizar o conjunto de entidades que integram a FBC, da qual o PCdoB é fundador, no sentido de articular uma ampla discussão sobre os rumos do desenvolvimento brasileiro”, explicou o presidente do Comitê Municipal do PCdoB do Recife, José Bertotti, que participou da reunião de segunda-feira. Segundo ele, a partir do golpe parlamentar de 2016, que resultou na destituição da presidenta Dilma Roussef, o Brasil vive um processo antidemocrático.

“Nós consideramos que houve ali uma ruptura do processo democrático em nosso país. Nós sabemos que a condenação da presidenta Dilma se deu sem os argumentos que permitissem a aplicação do instrumento do impeachment previsto na Constituição brasileira. Verificamos também que quem assumiu a presidência da República foi uma coalizão golpista comandada por Michel Temer, que a todo momento apresenta fatos escabrosos de desvios, de corrupção, de aprofundamento de decisões judiciais que impedem a adoção de critérios que permitam que o Judiciário demonstre sua imparcialidade nesse processo”, destacou Bertotti, lembrando ainda a recente confirmação da condenação do ex-presidente Lula, sem provas.

Defesa do Estado Nacional

“Qual é então a resposta que se dá a essa situação”, questionou. “A resposta que o povo brasileiro sempre deu. Nós temos opinião, nós sabemos dos nossos interesses e queremos discutir junto com o povo quais são os rumos do nosso país. É verdade que as eleições de 2018 podem se apresentar como uma oportunidade. No entanto, em que termos essa eleição acontecerá? Com cerceamento de participação? Teremos liberdade e democracia na aplicação das ideias?”

Segundo Bertotti, “é nesse sentido que a Frente Brasil Popular, que não tem o conjunto dos instrumentos e os meios de comunicação que estão a serviço desse projeto neoliberal que implantou o golpe em nosso país, convoca o Congresso do Povo para dialogar com os Comitês da FBP e para debater os interesses e a defesa do Estado Nacional. Eles colocaram em risco o patrimônio energético brasileiro e, principalmente, entregaram o pré-sal e toda a possibilidade de captação de recursos que estavam vinculados à saúde e à educação; querem privatizar o Sistema Eletrobrás, sem discutir com o povo; não foi nisso que o povo brasileiro votou. Outro tema candente do país é a reforma da Previdência, que vem logo após a aprovação da reforma trabalhista que enfraqueceu os sindicatos principal instrumento de defesa dos interesses dos trabalhadores. É isso que está em jogo”.


Reunião Frente Brasil Popular no Recife

Ele disse ainda que esse processo de cerceamento das liberdades democráticas para aplicar um projeto neoliberal em nosso país é muito bem articulado. “Nem nos anos 1990 se conseguiu aplicar esse projeto porque na época o povo teve oportunidade de escolher, de eleger seu presidente da República. É por isso que nós entendemos que é preciso resistir a esse processo golpista. Tanto que o PCdoB em seu 14º Congresso, em 2017, aponta a defesa do Estado Nacional como o único instrumento de aprofundamento das liberdades democráticas em nosso país, além de um projeto de desenvolvimento que reindustrialize, que gere empregos”.

Trincheiras de luta

Durante a reunião da FBP Pernambuco, o presidente do PCdoB do Recife sugeriu “que o movimento atue fortemente nos sindicatos e entidades para defender nossa prioridade, que é transformar a Frente Brasil Popular numa trincheira de luta em defesa do Estado Nacional e de resistência ao projeto golpista”.

Os participantes do encontro da FBP no Recife definiram ainda priorizar a construção do Congresso do Povo; garantir a articulação dos Comitês existentes no estado e trabalhar pela criação de Comitês Municipais na Região Metropolitana e Comitês Populares na cidade do Recife; apoiar e mobilizar a luta contra a reforma da Previdência e organizar mobilizações no carnaval e nas atividades do dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Audicéa Rodrigues
Do Recife



  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais