Brasil

13 de janeiro de 2018 - 16h44

Um em cada três brasileiros tem alguém na família que perdeu o emprego

Foram entrevistadas 2.810 pessoas das classes A, B e C de 11 capitais brasileiras e interior dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro Foram entrevistadas 2.810 pessoas das classes A, B e C de 11 capitais brasileiras e interior dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro

Foram entrevistadas 2.810 pessoas das classes A, B e C de 11 capitais brasileiras e interior dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Desemprego

No final de 2017, o país encerrou o ano com 12.292 vagas a menos, aprofundando ainda mais a crise em todo o país. As infformações são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério do Trabalho.

Cresce a precarização

Os dados do Caged ainda apontaram que a modalidade "trabalho intermitente" (no qual o empregado não tem horário fixo e recebe apenas pelas horas trabalhadas) avançou. Foram criadas 3.067.

Na modalidade de trabalho parcial, foram criados 231 postos. Os números da categoria do teletrabalho, em que o empregado não precisa trabalhar na empresa, não foram divulgados.


Fonte: CTB, Joanne Mota

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais