América Latina

13 de novembro de 2017 - 10h19

Venezuela começa a renegociar sua dívida externa

Presidência da Venezuela
"O default nunca chegará à Venezuela. Nossa estratégia é renegociar e refinanciar toda a dívida", disse Maduro "O default nunca chegará à Venezuela. Nossa estratégia é renegociar e refinanciar toda a dívida", disse Maduro

No Palácio Branco, em Caracas, os credores (91% dos detentores de bônus da companhia estatal de petróleo, a PDVSA) se reunirão às 16 horas de Brasília com a comissão presidencial encabeçada pelo vice-presidente-executivo da Venezuela, Tareck El Aissami.

No entanto, as sanções impostas pelos EUA contra Caracas podem ser um impeditivo na renegociação da dívida, já que elas proíbem que investidores norte-americanos negociem com a Venezuela. Cerca de 70% dos bônus da dívida estão nas mãos de cidadãos dos EUA e do Canadá.

"Eles jogam para que a Venezuela se declare em default. Nunca! O default nunca chegará à Venezuela. Nossa estratégia é renegociar e refinanciar toda a dívida", afirmou o presidente.

“A Venezuela começa uma estratégia séria, clara, aberta para buscar novos caminhos negociados, novas fórmulas porque a Venezuela tem direitos econômicos internacionais e os vai fazer valer”, disse Maduro.

Nos últimos quatro anos, a Venezuela pagou mais de US$ 72 bilhões em dívida externa. As reservas do país, no momento, estão na casa dos US$ 9,7 bilhões.


Do Portal Vermelho, com Telesur

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais