Cultura

10 de novembro de 2017 - 11h46

Shostakóvich – a sinfonia dos 10 anos da revolução

Divulgação
 Shostakóvich foi um dos maiores compositores do século 20  Shostakóvich foi um dos maiores compositores do século 20

Ele era ainda menino quando aconteceu a revolução. E formou-se herdando a extrema riqueza da música erudita russa, numa época de transformações revolucionárias e ameaças externas. Suas relações com as autoridades russas foram controversas, principalmente depois de 1932 e da ascensão de Andrei Zdanov como teórico do realismo socialista e dirigente da cultura russa. Shostakóvich foi censurado em 1936 e 1948, acusado de formalismo, e algumas obras suas ficaram banidas por muito tempo.

Por outro lado, inúmeras vezes foi premiado pelo Estado soviético, e suas obras eram muito populares.

Em 1951, mesmo não sendo membro do Partido Comunista da União Soviética, foi eleito deputado ao Soviéte Supremo (ele se filiou ao partido em 1960).

Shostakóvich foi um compositor que conseguiu exprimir as contradições de sua época. Sua Sinfonia nº 2, também conhecida como Para Outubro, foi composta em comemoração aos 10 anos da revolução. Outra, notável, é a Siofonia nº 7 (Leningrado), que descreve, de maneira musicalmente sublime, a luta de seus compatriotas, na cidade que era a dele, contra o invasor nazista que, desde 1941, impôs o cerco à cidade. E ali foi escrita uma das páginas mais heroicas da resistência contra o invasor nazista, e a vitória sobre eles esteve no início da virada da Segunda Grande Guerra e da derrota final do nazismo. A Sinfonia nº 7 é reconhecida como o símbolo da resistência soviética.

Ouça a Sinfonia nº 2, Para Outubro: 




Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais