Movimentos

5 de novembro de 2017 - 11h25

Censo agrícola: Parceria entre IBGE e Contag dribla corte no orçamento


   
O principal foco da pesquisa é trazer informações sobre agricultura, extração vegetal, silvicultura, criação de animais de grande, médio e pequeno porte, aquicultura, criação de abelhas, criação de bicho-da-seda, beneficiamento e transformação de produtos agropecuários. A pesquisa permitirá, ainda, entender aspectos de segurança alimentar, área de produção, regionalização, ocupação de mão de obra, sustentabilidade e preservação ambiental.

Com as dificuldades enfrentadas para a realização deste Censo Agropecuário, desde a falta de orçamento e críticas na primeira versão do questionário, a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciaram uma aproximação que resultou em bons frutos. O primeiro foi a garantia de orçamento via emenda parlamentar a partir da luta da Contag com a Frente Parlamentar da Agricultura Familiar para viabilizar a pesquisa. O segundo foi o aprimoramento do questionário. Agora, o terceiro fruto foi a assinatura de um Termo de Cooperação entre as duas organizações. A Contag contribuirá na divulgação do Censo Agropecuário e incentivará os agricultores e agricultoras familiares a receberem bem e a responderem com exatidão aos recenseadores para garantir um resultado da pesquisa o mais próximo da realidade. Já o IBGE, em contrapartida, fornecerá os dados do Censo Agropecuário de acordo com a necessidade da Confederação.

O ato oficial de assinatura do Termo de Cooperação aconteceu na tarde desta terça-feira (31), na sede da Contag, em Brasília, com a presença do presidente do IBGE, Roberto Luis Olinto Ramos, da coordenadora dos Censos do IBGE, Maria Wilma Salles Garcia, do assessor operacional dos Censos, David Monteiro Dias, da Diretoria, assessoria e funcionários(as) da Contag.

Na oportunidade, foram destacados os momentos até chegar a essa importante parceria, foram reafirmados os compromissos e os resultados esperados. “O Censo Agropecuário é um instrumento importante na formulação de políticas públicas. Estamos incentivando os nossos Sindicatos e os nossos agricultores e agricultoras familiares a não serem resistentes no fornecimento das melhores respostas. Apesar de contar com um orçamento bem menor, na nossa avaliação, teremos um Censo mais enxuto, porém efetivo, que nos dará respostas atuais e fundamentais para o nosso trabalho enquanto movimento sindical”, avalia o secretário de Política Agrícola da Contag, Antoninho Rovaris.

A secretária de Jovens da Contag, Mônica Bufon Augusto, reforçou a importância da realização do Censo Agropecuário neste momento de nossa história em que a agricultura familiar se torna, cada vez mais, a alternativa para o desenvolvimento sustentável de nosso País e do nosso planeta. “Para a Contag, é fundamental ter informações aprofundadas sobre a situação dos e das jovens, das mulheres, das pessoas da terceira idade e idosas, das crianças e adultos, pois essas informações serão a base para as propostas de políticas públicas eficientes, que levem qualidade de vida para nossos trabalhadores e trabalhadoras rurais, respeitando toda a diversidade na elaboração e efetivação de políticas públicas”, destaca a dirigente.

Já o presidente do IBGE, Roberto Luis Olinto Ramos, exaltou a importância dessa parceria firmada com a Contag. “Saímos de um orçamento zero e de uma luta técnica para que tivéssemos um Censo adequado. Fico feliz em mostrar esse Censo, mesmo com um orçamento pela metade, mas não é um Censo pela metade. Por isso, estamos firmando essa parceria para a divulgação. Creio que vamos ter bons resultados com essa e outras parcerias”, ressalta Roberto.

O presidente da Contag, Aristides Santos, também acredita no êxito do Censo Agropecuário e dessa importante cooperação para o fortalecimento da agricultura familiar brasileira. “Temos uma carência grande de informações. O último Censo Agropecuário foi realizado há 11 anos. Por esse motivo, assumimos esse compromisso de apoiar a divulgação do novo Censo, que nos trará informações que nos ajudará a aprimorar e a melhorar as políticas públicas para o campo, visando a melhoria de vida no meio rural e de toda a sociedade brasileira. Nosso lema será de valorização do Censo e de qualificação das informações”, reforça Aristides.

Para selar a parceria e já mostrar um dos seus frutos, foi lançado o vídeo que mostra uma das coletas do Censo Agropecuário, realizada na propriedade da dona Lindaci, uma agricultora familiar assentada da reforma agrária, em Sobradinho/DF.



Por Verônica Tozzi para o Portal Contag

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais