24 de outubro de 2017 - 18h38

Comunistas de PE aprovam candidaturas ao Senado e à Presidência  


Luana Rocha
Madalena Guasco ladeada por Luciano Siqueira e Alanir Cardoso na 20ª Conferência  Madalena Guasco ladeada por Luciano Siqueira e Alanir Cardoso na 20ª Conferência 
A 20ª Conferência culminou com o anúncio da pré-candidatura da presidenta nacional do partido, Luciana Santos, ao Senado; e a eleição da nova direção estadual para o biênio 2017-2019 e dos 35 membros da delegação de Pernambuco ao 14º Congresso Nacional.

No sábado (21), em mensagem gravada de saudação aos conferencistas, Luciana disse que o PCdoB tem consciência da gravidade do momento que o país atravessa e se abate sobre setores vitais da Nação. “Por isso, o 14º Congresso tem tudo para ser vitorioso. Essa é a ocasião em que o PCdoB deve aprofundar o debate com o nosso povo para que juntos possamos realizar um projeto de nação soberana e próspera para o Brasil. Está nas mãos do povo alcançar essas mudanças. Que nessa reta final das conferências possamos traçar melhores perspectivas para o Brasil e para os(as) brasileiros(as)”. Luciana participou pessoalmente do segundo dia da conferência.

Um destaque do encontro foram as diversas intervenções feitas por dirigentes e delegados/as, que se revezaram ao microfone por mais de 10 horas em dois dias. A necessidade de o PCdoB assumir o protagonismo na cena política, ser um partido forte e ter candidatura própria à Presidência da República permeou as intervenções durante todo o encontro.

A rodada de falas teve início no sábado (21) com a brilhante exposição da camarada professora Madalena Guasco sobre as teses do 14º Congresso. De forma clara, quase didática, ela comentou os principais itens, chamando a atenção para aspectos relevantes do documento.

Antes de sua fala, Madalena homenageou o dirigente comunista revolucionário Rogério Lustosa, falecido há 25 anos, naquele mesmo dia (21/10). “Rogério estaria hoje muito feliz por essa trajetória de 25 anos do nosso partido, desde a sua morte, e comemorando o fato de estarmos no dia de hoje realizando 23 conferências estaduais em todo o país. Camarada Rogério Lustosa, presente!”.

Crise sistêmica do capitalismo

“Nosso documento inicia dizendo que ‘o capitalismo vive uma crise sistêmica e estrutural’. Por que o partido fez questão de dizer que é sistêmica e estrutural? Primeiro, porque nós somos marxistas e ao analisar o capitalismo a gente sabe que o capitalismo ao se desenvolver cria contradições ou acirra a sua contradição fundamental. Por isso, o partido defronta que a crise do capitalismo hoje é uma crise sistêmica, ou seja, existe uma contradição entre a produção cada vez mais social, e nós vemos isso através da internacionalização da produção, e a apropriação cada vez mais privada dos meios de produção, mais concentrados. O que gera, segundo o partido no seu documento, fenômenos novos que evidenciam o caráter cada vez mais excludente do capitalismo”, disse a dirigente comunista.

Madalena explicou que essa contradição entre as forças produtivas e as relações sociais das forças de produção, no capitalismo, em sua crise sistêmica, cria uma contradição: por um lado, nós sabemos, o capitalismo é um sistema que precisa desenvolver suas forças produtivas porque sem isso ele não consegue se desenvolver enquanto sistema. “E ele desenvolve forças produtivas desenvolvendo tecnologia. Então, por um lado se deve o desenvolvimento à tecnologia, principalmente, nos últimos anos de desenvolvimento do capitalismo. Alguns camaradas levantam a quarta revolução industrial. É isso, a quarta revolução industrial que alguns teóricos chamam do fim do trabalho humano, que, na verdade, não é o fim do trabalho humano, mas, muda completamente a relação do trabalho com a produção de bens”. (Publicaremos a íntegra da palestra de Madalena Guasco em breve).









Política e balanço da gestão

Em seguida, o ex-prefeito de Olinda e membro dos comitês estadual e nacional, Renildo Calheiros (Foto 1 acima), avaliou a conjuntura política e eleitoral local e nacional com vistas ao pleito de 2018. À tarde, além de intervenções feitas por delegados/as de diversos municípios do estado, ocuparam o microfone o vice-prefeito do Paulista, Jorge Carreiro; o vereador do PCdoB do Recife, Almir Fernando; Marcelino Granja (Foto 4 acima) e, na sequência, Alanir Cardoso (Foto 2 acima), ambos dirigentes estaduais e nacionais do partido. Os principais momentos das palestras serão publicados ainda esta semana.

Então presidente do Comitê Estadual, Alanir Cardoso fez um balanço dos dois anos da gestão da direção cessante, onde analisou o cenário de atuação do comitê estadual marcado, segundo o documento, “por grande instabilidade política, provocada pela ascensão das forças conservadoras do país, por meio de um golpe judicial e parlamentar, ao centro do poder da República, que, desde então, tem provocado uma dispersão nas forças populares, além de dar prosseguimento a uma agenda ultraliberal”. Em breve, publicaremos a íntegra do balanço da direção cessante no biênio 2015-2017.

A reunião do domingo (22), contou com a participação da presidenta nacional do PCdoB, Luciana Santos, que destacou em sua fala o golpe em curso e a implementação da agenda ultraliberal do governo Temer, “que precariza a vida dos brasileiros, restringe direitos, ameaça a democracia e entrega as riquezas da nação".

Por sua vez, o vice-prefeito do Recife e membro dos comitês estadual e nacional, Luciano Siqueira, analisou a necessidade da construção de uma frente ampla, plural e heterogênea no país para fazer face ao desmonte do estado brasileiro pelas forças reacionárias que tomaram o país de assalto.

Direção eleita 2017-2019

Foram eleitos 66 membros para a direção do Comitê Estadual do PCdoB de Pernambuco no biênio 2017-2017, dos quais 44 homens e 22 mulheres. São eles (por ordem alfabética): Alanir Cardoso; Alcides dos Anjos Leitão; Alessandro Leite Guimarães; Alexandre Romero de Souza Silva; Almir Fernando Alves; Amanda Clarinda de Melo Cravo; Andressa Laysa Queiroz Ribeiro; Anne Cristine Silva Cabral; Carlos Francisco da Silva; Cesar André Pereira da Silva; Cláudia Bethania Bezerra Correia; Djalma Souto Maior Paes Júnior; Edilson Fernandes de Souza; George Gustavo de Mello Braga; Guido Bianchi; Helmilton José Gonçalves Beserra; Herbert Gonçalves Beserra; Hilda Wanderley Gomes; Igor Amorim Pontes; Inamara Santos Mélo.

Também: João Santos da Silva; Jorge Luís Carreiro de Barros; José Antônio Bertotti Júnior; José Inácio Barbosa; José Lino Portela Neto; José Luiz Alves; Laudijane Domingos da Silva; Luciano Roberto Rosas de Siqueira; Luciano Sérgio Moura da Silva; Lúcio Fernando Monteiro Pereira; Luís Henrique Veiga Farias de Lira; Luiz Sérgio Campos; Luiz Soares de Oliveira; Manuella Mirella Nunes da Silva; Marcelino Granja de Menezes; Marcelo de Santana Soares; Marcus Vinicius Sanchez Lima; Maria Antonieta da Trindade Gomes Galvão; Maria Aparecida Pedrosa Bezerra; Maria Auxiliadora Leal Campos; Maria do Socorro de Lacerda Barros Granja; Maria Joseneuda da Silva.

E mais: Matheus José Nicolau de Oliveira Lins; Mirelly Francesca Sarmento Câmara; Moacir Paulino Silveira; Nadjane Maria Peixoto; Nelson Pereira de Carvalho; Nilson Vellazquez Dias de Oliveira; Osmar Luiz Feijó Ferreira; Ossi Ferreira; Paulo Antônio Gomes Dantas; Rafael dos Santos Barreira; Ranielle Vital Rosa; Renildo Vasconcelos Calhieors; Rita de Cássia Nascimento Correia; Sidney José de Melo Mamede; Silvana Paula Valdevino da Silva; Sybelle Natalle Braga Chagas; Thiago Vasconcelos Modenesi; Thiara Lustosa Milhomem; Tiago Delácio de Oliveira Silva; Valéria Conceição da Silva; Wallace de Melo Gonçalves Barbosa; Welligton Lima Pereira; William Menezes dos Santos; Wilma Simone de Araújo.

Os futuros ocupantes de cargos na presidência, secretarias e comissões serão indicados na primeira reunião do Pleno da nova direção. Até lá, a atual Comissão Política estadual responderá, interina e oficialmente, pelo partido em Pernambuco.

Audicéa Rodrigues
Do Recife

 


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais