Brasil

7 de outubro de 2017 - 18h39

PCdoB lamenta a morte de Davi Ramos


Foto: Arquivo
 Davi Ramos cumpriu trajetória política marcante  Davi Ramos cumpriu trajetória política marcante
Internado desde o dia 30 de setembro com endocardite aguda, o dirigente nacional do PCdoB Davi Ramos faleceu na tarde desta sexta-feira (6) em São Paulo. Logo que tomou conhecimento da morte de Davi, a presidenta nacional do PCdoB enviou uma mensagem de pêsames à família em nome do Comitê Central. A mensagem afirma que Ramos “nos honrou com com sua participação efetiva na nobre tarefa de defender os direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro, e de lutar por um mundo melhor e mais justo”.

O deputado federal Orlando Silva, presidente estadual do PCdoB/SP afirmou que, devido à morte de Davi Ramos, a sexta-feira (6) foi “um dia muito triste para o PCdoB e para todos os que lutam por direitos e uma sociedade mais justa”. Orlando destacou a trajetória de Davi como “operário químico, fundador e presidente do sindicato em Americana, vereador por vários mandatos e, principalmente, um abnegado construtor do Partido Comunista do Brasil”. O presidente do PCdoB/SP afirmou ainda que Ramos sabia que só pela política é possível conquistar transformações, lamentou profundamente a perda de um grande amigo e transmitiu seus sentimentos à família e aos camaradas da cidade.

A direção estadual do PCdoB de São Paulo também se manifestou através de nota  em que expressa o pesar pela partida Davi Gonçalves Ramos e se solidariza aos familiares. O PCdoB/SP registra a atuação de ao longo de décadas “construindo Partido em vários rincões, muito além da região de Americana e formando toda uma geração de novos quadros. Sua partida, na tarde de hoje, deixa uma grande lacuna nas fileiras partidárias. (...) Por seu caráter, valente e determinado, realizou um grande trabalho político em defesa de uma sociedade mais justa”. A nota encerra afirmando que “por seu caráter e determinação, deixa grandes lembranças nos corações dos que o conheceram e fará imensa falta a todos que lutam por um país melhor e justo”.

Diversos companheiros de militância de Davi deram depoimentos à seu respeito. Um dos mais tocantes é o do sociólogo e dirigente estadual do PCdoB/SP Rodrigo Carvalho, que “aos 16 anos vivia para vivia para cima e para baixo no movimento estudantil” e conheceu Davi que vivia do mesmo jeito no movimento sindical. “Vivemos tempos difíceis, lutas inglórias. Riamos muito e tivemos muita energia para lutar pelas nossas convicções”, relatou. A convivência aumentou quando ambos passaram a integrar a direção estadual do PCdoB. “Naturalmente a aproximação trouxe mais apreço e também mais ruídos. Não foi uma ou duas vezes que divergimos e tivemos até debates acalorados. Toda vez que isso acontecia, dávamos um jeito de nos reaproximar rapidamente. De algum modo nossas opiniões sempre foram convergentes”, afirmou Rodrigo para quem Davi foi um comunista e acima de tudo, um valente. “Para quem acredita ele estará lá em cima, criando as condições para um novo projeto popular! Salve Davi! “, finalizou.

Trajetória

Nascido em Lajes (SP), em 16 de agosto de 1962, filho de Diorando Gonçalves Ramos e dona Nadir Janasco, Davi Gonçalves Ramos mudou-se para Americana em 1974. Era casado com Renata e pai de três filhos: Cézar, com 22 anos; vitória, com 9 e Davi, com 3.

Iniciou sua militância em 1979, na juventude do MDB (atual PMDB). Filiou-se ao PCdoB em 1984, no processo de legalização do partido. Operário químico, fundou e presidiu o Sindicato dos Químicos de Americana. Também presidiu a Facesp (Federação das Associações Comunitárias do Estado de São Paulo) e foi conselheiro do Conselho Nacional das Cidades.

Foi vereador por quatro mandatos, de 1997 a 2008 e de 2013 a 2016, integrante da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Americana em três biênios, o último 2015-2016. Secretário Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Americana, foi o grande responsável pela entrega de mais de 7.000 à população. Em 2008, concorreu ao executivo municipal como candidato a vice-prefeito.

Incansável construtor do partido em São Paulo, era membro do Comitê Central, da Comissão Política Estadual e do Comitê Municipal de Americana. Grande liderança, respeitado e admirado em todo o estado, foi responsável pela formando e construção do Partido nos mais diversos municípios. Sempre alegre e sorridente, quando entre amigos e parentes gostava de cantar e contar piada. Davi Gonçalves Ramos, exemplo da civilização brasileira.



 Do Vermelho/São Paulo

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais