Mundo

3 de outubro de 2017 - 13h26

Dois ataques terroristas ocorridos no mesmo dia causam mortes na Síria

LOUAI BESHARA / AFP
Imagem mostra local de ataque a bomba em posto policial de Damasco nesta segunda-feira (2) Imagem mostra local de ataque a bomba em posto policial de Damasco nesta segunda-feira (2)

O ataque visou uma esquadra de polícia no bairro de Midane, uma área comercial no sul da capital da Síria.

"Dois terroristas suicidas se explodiram (...) causando mortes entre civis e membros da polícia", anunciou o Ministério do Interior. A delegacia já havia sido atingida por outro ataque há cerca de 10 meses.

"Um dos dois atacantes conseguiu subir ao primeiro piso da delegacia", declarou o ministro do Interior, Mohammed Ibrahim al-Chaar, à televisão estatal síria.

O balanço do duplo atentado suicida subiu para 16 mortos, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A organização não-governamental (ONG) referiu que pelo menos 16 pessoas morreram no ataque, sendo oito polícias, quatro civis e que outras quatro vítimas ainda não foram identificadas. A entidade ainda divulgou que o atentado foi precedido pela explosão de um carro bomba nas proximidades da delegacia de polícia.

A capital síria está nas mãos do Governo do Presidente Bashar al-Assad, embora os rebeldes detenham algumas áreas, incluindo o distrito de Jobar, que está quase destruído. Damasco é alvo, por vezes, de bombardeios pelos rebeldes, que ocupam certas localidades nas imediações, especialmente a leste de Ghouta.

Atentado terrorista 

Nos últimos dias, as tropas sírias, apoiadas pela aviação russa, realizam operações intensas contra o Estado Islâmico. 

O grupo terrorista reivindicou em um comunicado a autoria do atentado suicida desta segunda-feira (2) contra a delegacia de Damasco.

“Três soldados do califado equipados com armas automáticas e granadas” executaram o ataque a uma delegacia situada em Al-Midan, um bairro comercial do sul da capital síria, afirma o texto.

O EI, responsável por muitas atrocidades no Iraque e na Síria e por atentados em vários países, afirma que seus membros conseguiram “passar” pelos postos de controle instalados nos arredores de Damasco.

Outro ataque 

Um ataque efetuado com drone também ocorreu na segunda-feria (2), no leste da província central síria de Homs, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Pelo menos 8 combatentes do grupo xiita libanês Hezbollah morreram, enquanto 20 ficaram feridos.

O Hezbollah participa com o Exército sírio nas operações contra o grupo terrorista Estado Islâmico na zona.

A Sana, agência nacional de notícias síria, havia informado que o Exército Nacional tinha frustrado um ataque do EI no mesmo local, quando detectou o avanço de um comboio do grupo terrorista. 

O Estado Islâmico iniciou na quinta-feira (28) um contra-ataque contra as forças armadas sírias e seus aliados em zonas do oeste da província de Deir ez Zor e do leste da vizinha Homs.


Do Portal Vermelho, com agências 

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais