21 de setembro de 2017 - 16h45

 Grandes debates para um grandioso Congresso comunista

   

Claudio Machado* 

Serão quatro dias de intensos debates finalísticos em torno do Projeto de Resolução Política do 14º Congresso, convocado no dia 9 de julho de 2017.

O Projeto de Resolução aprovado pelo Comitê Central cumpre o papel de nortear o intenso debate que ocorre no Partido desde então, em todas suas instâncias, aprofundando sua compreensão e extraindo ricas sugestões para seu aprimoramento, num exercício amplo e profundo de democracia interna, onde todas e todos militantes protagonizam a construção daquele que será o documento final a ser aprovado na conclusão do Congresso e que orientará o PCdoB na sua ação pública e orgânica, para fortalecer ainda mais o Parido e ampliar sua influencia nas frentes de luta institucional, social e ideológica.

O Projeto de Resolução para o 14º Congresso do PCdoB tem como consigna “a defesa da Nação, da democracia, do desenvolvimento e dos direitos sociais” e é debatido em torno de 5 grandes temas: conflitos e tensões no mundo, ofensiva imperialista e a luta dos povos; balanço dos governos Lula e Dilma e a avaliação do desempenho do PCdoB; governo (Temer) ilegítimo contra o Brasil e o povo; fortalecer o PCdoB e elevar seu papel na resistência e; diretrizes para o PCdoB no percurso até o seu centenário, em 2022.

Como parte das atividades programadas para o processo de realização do 14º Congresso, será realizado amanhã um debate na UFES, cujos debatedores serão Renato Rabelo, ex-presidente nacional do PCdoB e atual presidente da Fundação Mauricio Grabois; Renato Casagrande, ex-governador capixaba e presidente da Fundação João Mangabeira, do PSB e; professor Paulo Nakatani, do Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais da Ufes.

O evento será realizado a partir da 18 horas, no Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Metodologias para Análise de Petróleos da UFES – LabPetro.

É um importante debate que ocorre em um dos momentos mais graves da história do Brasil, onde a democracia sofreu um duro golpe, com o afastamento arbitrário da presidenta Dilma, impondo um governo afundado em denúncias substantivas de corrupção, liderado por um presidente ilegítimo, ele mesmo denunciado sobejamente.

O 14º Congresso do PCdoB pretende construir caminhos para restaurar a democracia e por em praticar um projeto nacional de desenvolvimento, que fortaleça a nação, a democracia, o desenvolvimento, proteja e recomponha os direitos sociais, contenha a violência e combata a corrupção.

Como registra um trecho do Projeto de Resolução do 14° Congresso, “os comunistas e a democracia estão entrelaçados na história do Brasil e são imprescindíveis ao país. O PCdoB confia nas convicções democráticas da imensa maioria do povo brasileiro e também no patriotismo de vastos setores da nacionalidade, para voltar a disputar os rumos por um Brasil soberano, livre e justo, como caminho para o socialismo, seu ideal maior”.



 *Claudio Machado é secretário estadual de comunicação do PCdoB no Espírito Santo.

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais