Brasil

13 de setembro de 2017 - 16h19

Temer se reúne com aliados para afinar discurso em defesa do governo


Antonio Cruz/Agência Brasil
   
Compareceram 19 ministros e 17 parlamentares ao encontro. Em sua apresentação, Temer comparou dados de antes do início de seu governo com os dos dias atuais e pediu ao grupo que reproduza o discurso positivo sobre a economia do país entre seus pares e na imprensa.

“Muitas vezes vejo que a pessoa vai para um lugar, ouve uma coisa negativa e se aquieta, fica em silêncio. Não pode se aquietar. Vejam nosso exemplo, não nos aquietamos. Porque pensamos, enquanto as pessoas vão protestando, a caravana vai passando”, disse Temer ao grupo.

Com relação às reformas em tramitação no Congresso Nacional, Temer disse que pretende fazer outros encontros com os parlamentares para discutir a simplificação tributária e também a reforma da Previdência, que, segundo ele, será levada adiante.

No Congresso, no entanto, a votação de mudanças nas regras previdenciárias já não é certa. Até o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já disse que o tema deve esperar já que a base não tem votos suficientes para encampar as mudanças desejadas por Temer e sua equipe econômica.

Apesar da tentativa de apaziguar os ânimos, mais tarde, no Congresso, um "desentimento" entre o vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG) e o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB), indicou a permanência de ruídos na base de Temer, indicando que o presidente precisará de muitos cafés da manhã para "reestruturar" sua tropa de choque. 



Do Portal Vermelho, com agências

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais