Brasil

11 de setembro de 2017 - 11h44

Janot admite "encontro casual" com advogado de Joesley em bar


Reprodução O Antagonista
   
No sábado (9), um dia após Janot pedir a prisão dos executivos, o advogado Pierpaolo Bottini, que defende Joesley, tentava relaxar um pouco num bar em Brasília, quando avistou ninguém menos que o procurador Janot.

De acordo com fontes citadas pelo site O Antagonista, além de um cordial cumprimento, o procurador-geral e o advogado conversaram por mais de 20 minutos numa mesa de canto, ao lado de uma pilha de caixas de cerveja, que foi devidamente registrada por um cliente do bar.

Diante da foto, Janot confirmou o encontro com o advogado, mas disse que trataram apenas de "amenidades" e nenhum assunto de "natureza profissional".

"Acerca da nota publicada pelo site O Antagonista, a Procuradoria-Geral da República esclarece que o procurador-geral da República frequenta o local rotineiramente. Não foi tratado qualquer assunto de natureza profissional, apenas amenidades que a boa educação e cordialidade prezam entre duas pessoas que se conhecem por atuarem na área jurídica”, disse Janot em nota.

O advogado Bottini confirmou a versão do encontro casual. “Na minha última ida a Brasília, este fim de semana, cruzei casualmente com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, num local público e frequentado da capital. Por uma questão de gentileza, nos cumprimentamos e trocamos algumas palavras, de forma cordial. Não tratamos de qualquer questão outra ou afeita a temas jurídicos. Foi uma demonstração de que as diferenças no campo judicial não devem extrapolar para a ausência de cordialidade no plano das relações pessoais”, disse. 


Do Portal Vermelho, com informações de agências

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais