25 de agosto de 2017 - 16h57

Ocupa Pacaembu, arte e futebol na mesma jogada


   
O Festival Ocupa Pacaembu é uma iniciativa inédita do Museu do Futebol, em parceria com coletivos de artistas, empreendedores, ativistas culturais e times de futebol das periferias paulistanas. O evento, que ocorrerá neste sábado (26), das 10h às 20h, nas dependências do Museu e na Praça Charles Miller, e apresentará ao público um torneio de futebol de rua, sarau de poesia, feira de economia solidária, oficinas de lambe-lambe e apresentações musicais e audiovisuais. A iniciativa é parte da 7ª Edição do Estéticas das Periferias, promovido pela ONG Ação Educativa em construção conjunta com inúmeros coletivos culturais e entidades da cidade de São Paulo. A novidade para 2017 é a concentração de todas as atividades relacionadas a futebol no Museu, que realizou a co-curadoria do Festival.

A programação oferece atividades gratuitas ao longo de todo o dia, para diferentes faixas etárias, regadas de intervenções das mais diversas linguagens artísticas oriundas dos quatro cantos da cidade.

Às 11h, o público poderá fazer uma visita educativa ao Estádio e ao Museu, que terá entrada gratuita e horário estendido até às 20h (com entrada até às 19h). Às 12h, na Sala Grande Área (térreo do Museu), haverá oficinas de lambe-lambe em papéis e roupas, cartões postais e pintura em latas de spray. O público poderá trazer sua própria roupa para customizar nas oficinas.

A partir das 12h, no espaço do Restaurante do Museu do Futebol, o Flor Café, haverá a Feira de Economia Solidária e Futebol, com a venda de livros de futebol, jogo de botões de mesa, artesanatos, produtos orgânicos, cervejas artesanais e camisas de futebol de times amadores. O Instituto Vila Fundão, Pioneer da Vila Guacuri, Botões Clássicos e Capão Cidadão são alguns dos expositores confirmados na Feira. Anima o ambiente a apresentação musical do grupo Amigas do Samba e, para completar o clima festivo, o Restaurante Flor servirá feijoada.

Às 14h, terá início o torneio de futebol de rua na Praça Charles Miller organizado por mediadores de diferentes polos da região que participam da Rede Paulista de Futebol de Rua. Os 16 times convidados carregam, além de dribles, bandeiras de lutas sociais, como o combate ao preconceito racial e à homotransfobia. O time de homens trans “Meninos Bons de Bola”, que completa seu primeiro aniversário, será homenageado no Festival. O torneio terá a participação especial da equipe de poetas do Narra Várzea, que narram o jogo com muita música e poesia, dando suingue especial para os jogos.

A partir das 18h, serão iniciadas as exibições na área dedicada ao Cine na Praça. As atrações começam com a projeção de fotos reunidas na campanha “Minha memória no Museu”, que visa a homenagear o Estádio do Pacaembu, símbolo do futebol na cidade de São Paulo. Na sequência, ocorrerá o Sarau Varzeano, aberto a artistas, boleiros e interessados em poesia e futebol. A programação encerra-se com a exibição do filme “Várzea - A bola rolada na beira do coração”, de Akins Kintê.

Merecem destaque três ações preparatórias, que servirão de aquecimento ao Festival: a primeira delas é o convite para que público contribua com sugestões musicais para serem tocadas no dia do Festival. Para isso, basta acessar a playlist colaborativa ‘Estéticas Periféricas FC’ no perfil do Museu do Futebol no Spotify. A segunda é o engajamento para a campanha “‘Minha memória no Museu”, por meio da qual o público poderá enviar para o e-mail CRFB@museudofutebol.org.br fotos relacionadas ao Estádio do Pacaembu, de qualquer época. Vale tudo, de concentração de torcedores na Praça, partidas de futebol, pastel na feira, primeira visita ao campo, shows e etc. O material selecionado será projetado durante o Festival, integrado ao acervo do Museu do Futebol e exibido nas redes sociais.

E, por fim, a partir do dia 22, os artistas do Ocupa Coletivo darão inicio à criação de um mural de lambe-lambe de 14 metros na Passarela que liga o setor leste com oeste no Museu do Futebol. Acompanhe a criação da obra através da hashtag #ocupapacaembu nas redes sociais do Museu.


 
Fonte: Museu do Futebol

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais