Brasil

2 de agosto de 2017 - 16h10

Jandira cobra acesso da população à votação "decisiva"


Reprodução
   
"Não é possível essa Casa ficar fechada ao acesso às galerias. Que se abra a Casa, com distribuição de senha, para o acesso às galerias, caso contrário, estaremos ao arrepio da Constituição negando acesso ao povo brasileiro para assistir a sessão", enfatizou Jandira, citando o artigo 37 da Constituição.

Ela lembrou que a sessão acontecia com uma série de irregularidades e, ao impedir o acesso as galerias, a Câmara estava violando a democracia. "Reiteradas vezes nós temos tido essa Casa fechada ao povo", argumentou ela, reforçando que o povo deveria estar presente em um votação "decisiva".

"Nós já não tivemos o contraditório da tribuna e estamos num horário que poucas pessoas conseguem acompanhar essa sessão. Esse é um tema fundamental à sociedade brasileira. Essa é uma votação decisiva de apuração de denúncia da Procuradoria-Geral da República que importa a democracia".

Maia negou a liberação do acesso às galerias, justificando que nas votações do impeachment o acesso também foi negado.


Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais