Brasil

1 de agosto de 2017 - 16h58

Paisagista e arquiteto, Burle Marx é homenageado no Recife 


O arquiteto, paisagista e artista plástico Roberto Burle Marx faria 108 anos na próxima sexta O arquiteto, paisagista e artista plástico Roberto Burle Marx faria 108 anos na próxima sexta
A abertura da Semana aconteceu hoje pela manhã, no Jardim Botânico do Recife, com o lançamento do Curso Profissionalizante em Técnicas de Jardinagem, que oferece 30 vagas, sendo 12 reservadas, pela primeira vez, às equipes da Prefeitura do Recife responsáveis pela manutenção dos jardins de Burle Marx. As inscrições podem ser feitas até o dia 4, pelo site www.jardimbotanico.recife.pe.gov.br. O curso terá duração de três meses.

Um dos pontos altos desta 9ª edição será o lançamento do aplicativo de educação patrimonial Patrimônio-PE, que, além de informações sobre o paisagista, permitirá à população conhecer detalhes das áreas criadas por ele, bem como se inteirar do melhor roteiro para visitá-las presencialmente. A Semana marca ainda a passagem do aniversário de nascimento do também arquiteto e artista plástico, que na próxima sexta-feira (4), se vivo, completaria 108 anos.



“Essa programação em homenagem a Burle Marx acontece todo ano justamente para ressaltar perante a população do Recife o importante patrimônio paisagístico, arquitetônico, que Burle Marx nos legou no período em que trabalhou na cidade nas décadas de 1930/1940”, destacou Luciano Siqueira.

Nesse período, Burle Marx trabalhou como diretor de obras da Prefeitura do Recife, quando deixou aos recifenses um grande acervo de espécies da flora brasileira e pernambucana. Ao todo, há no município mais de 40 jardins, entre públicos e privados, projetados por ele e reconhecidos mundialmente como um verdadeiro legado.

O vice-prefeito do Recife ressaltou também a atuação do Comitê Burle Marx, que foi criado com a missão de construir a Semana Burle Marx ( (Lei Municipal 17.751/2009).  Atualmente, atua também na linha da educação patrimonial. Coordenado pelo Gabinete do vice-prefeito, o Comitê é formado por CAU-PE; Emlurb; Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR); Fundarpe; IAB; Laboratório da Paisagem da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Museu da Cidade do Recife; Mamam; Oráculo Consultoria; e pelas secretarias municipais de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente; Educação; Mobilidade e Controle Urbano; e Turismo.

Jardins históricos

De forma inédita no Brasil, a cidade do Recife adotou, em 2015, o conceito da Carta de Florença, editada pelo Conselho Internacional de Monumentos e Sítios, e pelo Comitê Internacional de Jardins e Sítios Históricos, em 1981. Com a iniciativa, 15 áreas verdes projetadas por Roberto Burle Marx foram transformadas em patrimônio histórico e ambiental do Recife. Decreto do prefeito Geraldo Julio instituiu os espaços como os primeiros Jardins Históricos da cidade, uma das novas categorias previstas no Sistema Municipal de Unidades Protegidas (Smup).

Praça da República no centro do Recife


Praça de Casa Forte


Praça Euclides da Cunha com vegetação da caatinga


Os jardins contemplados foram projetados pelo paisagista entre 1934 e 1937, durante sua estada na capital pernambucana. São eles: praças de Casa Forte, Euclides da Cunha, República e Jardim do Campo das Princesas, Derby, Salgado Filho, Faria Neves, Pinto Damaso, Entroncamento, Chora Menino, Maciel Pinheiro, Dezessete, Artur Oscar, Jardim da Capela da Jaqueira e os largos da Paz e das Cinco Pontas.

Programação

Um dos destaques da programação deste ano, o Aplicativo de Educação Patrimonial – Patrimônio PEs será lançado na próxima segunda-feira (7), no Salão Paroquial da Igreja de Casa Forte, com palestra da professora doutora Ana Rita Sá Carneiro, do Laboratório da Paisagem da UFPE, especialista na obra de Burle Marx, e na terça-feira (8), no Centro de Artes e Comunicação da UFPE. O aplicativo foi desenvolvido pelo produtor cultural Sandro Lins, com recursos do Funcultura/SecultPE.

No sábado (12), passeio Olha Recife, da Secretaria de Turismo do Recife, que vai percorrer o Circuito Burle Marx, bem como a ação educativa “Os Jardins de Burle Marx – oficina de aquarela botânica para crianças”, uma parceria do Museu da Cidade do Recife com o projeto Histórias para Aprender e Contar.

Voltada para o público infantil (a partir dos 7 anos), a atividade é gratuita e oferece 20 vagas. Interessados podem se inscrever pelo telefone 3355-9558 ou pelo e-mail educativomcr@gmail.com.  

Confira abaixo a programação completa.

Quarta-feira (2) - 19h
Palestra: "Produção artística de Burle [WINDOWS-1252?]Marx”, com a arquiteta curadora Beth Araruna.
Local: IAB-PE - Rua Jener de Souza, 130 - Derby

Sexta-feira (4) - 20h
Aniversário de Burle Marx: O IAB-PE convida o chef Rafael Chamir para servir uma receita criada por Burle Marx, que consta no livro de cozinha por ele assinado.
Local: Restaurante Capitão Lima - Rua Capitão Lima, 102 - Santo Amaro

Segunda-feira (7) - 20h
- Palestra: “O legado de Burle Marx e os desafios da Educação Patrimonial”, com a professora doutora Ana Rita Sá Carneiro, do Laboratório da Paisagem da UFPE.
- Lançamento do Aplicativo de Educação Patrimonial – Patrimônio PE
Local: Salão Paroquial da Igreja de Casa Forte

Terça-feira (8) - 10h
Lançamento do Aplicativo Patrimônio PE
Local: Centro de Artes e Comunicação - UFPE

Sábado (12) - 14h
Programa Olha Recife da Secretaria de Turismo - Circuito Burle Marx –
Local: Praça do Arsenal

Sábado (12) – 15h
Ação educativa: “Os Jardins de Burle Marx – oficina de aquarela botânica para crianças”
Local: Museu da Cidade do Recife

Segunda (14) - 14h
A Fundarpe promove o lançamento do Projeto do Funcultura Jardins de Burle Marx
Local: Teatro Arraial Ariano Suassuna - Rua da Aurora, 457, Boa Vista

Audicéa Rodrigues
Do Recife



  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais