Brasil

23 de julho de 2017 - 15h13

Seminário debate importância da comunicação na administração pública

Felipe Bianchi
Franklin Martins e Tereza Cruvinel em debate no Barão de Itararé são convidados do seminário no Maranhão sobre Os desafios da Comunicação na Administração Pública que acontece 25 e 26 de agosto  Franklin Martins e Tereza Cruvinel em debate no Barão de Itararé são convidados do seminário no Maranhão sobre Os desafios da Comunicação na Administração Pública que acontece 25 e 26 de agosto 

Escalado para compor uma das mesas do evento, Franklin Martins falou da necessidade de se despertar para a importância do tema. “É muito positiva a iniciativa de debater a comunicação nas administrações públicas, nos governos, nas prefeituras. Os políticos, muitas vezes, dão pouca importância à questão”, comenta.

“Uma comunicação eficiente, em primeiro lugar, permite aos governos informar a população sobre suas ações e estimula setores bem informados a fazerem críticas e reivindicações com conhecimento de causa”, pontua Martins. “Em segundo lugar, a comunicação nas administrações públicas permite aos governos travar uma disputa política permanente contra o monopólio da informação”.

Como dizia Chacrinha, quem não comunica se estrumbica, lembra Martins. “Os grandes grupos midiáticos têm interesses próprios e pressionam os governos a atenderem ao seu projeto, por isso é fundamental falar à população e mostrar o outro lado”, alerta o jornalista. “Não basta ser governo. É preciso ser um governo presente, que dialoga o tempo todo com os cidadãos”.

O Seminário, que reunirá governadores, prefeitos, secretários de comunicação, jornalistas e assessores de imprensa, também contará com a participação de Tereza Cruvinel. A jornalista é uma das fundadoras da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e uma das responsáveis pela implementação da TV Brasil.

De acordo com ela, a discussão proposta pelo Seminário vem em boa hora. “A crise política que o Brasil atravessa afasta o cidadão do Estado e da própria representação política, exigindo dos governantes democratas um esforço de comunicação que supere as limitações das mídias comerciais”, avalia. “Neste sentido, a comunicação pública e a institucional são ferramentas importantes para o fortalecimento da democracia e a superação das narrativas autoritárias ou alienantes”.

A comunicação na administração pública é uma atividade que vai além da mera divulgação de programas e ações de governo, conforme explica Cruvinel. “Ela deve servir também à formação da cidadania e à irradiação de valores que pautam uma administração democraticamente eleita, ampliando a visibilidade dos direitos e deveres e das formas de exercitá-los, privilegiando o ponto de vista do cidadão e não o interesse do governante”.

Em um cenário de concentração de meios na mão de poucas famílias, como no Brasil, a jornalista destaca a importância de se entender a comunicação como um direito, e não como uma mercadoria. “A comunicação na administração publica deve servir à transparência administrativa mas precisa ser também compreendida como garantia do Direito à Comunicação”, defende. Para ela, essa comunicação deve proporcionar aos cidadãos não apenas a oportunidade de receber informações mas também de se comunicar, numa via de mão dupla que supere as distâncias entre Estado e sociedade.

Saiba mais sobre o Seminário e garanta a sua participação

Promovido pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, o Seminário Os desafios da comunicação nas administrações públicas tem como proposta extrair ensinamentos – dos acertos e, principalmente, dos erros - e refletir sobre as experiências em comunicação nos governos, levando em conta que esta frente é estratégica para qualquer administração pública. Uma rica oportunidade para sistematizar estas experiências e para impulsionar uma comunicação mais saudável no país.

A programação do evento conta com a presença de nomes como Flávio Dino, Fernando Haddad, Edmilson Rodrigues e Ricardo Coutinho. As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de agosto, sendo que o investimento é de R$ 200 e estudantes pagam a metade do valor (R$ 100). São 150 vagas disponíveis.

Saiba mais informações, confira a programação completa e garanta a sua inscrição aqui: http://bit.ly/seminariomaranhao



Barão de Itararé

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais