Brasil

13 de julho de 2017 - 13h28

Fernando Morais: Moro cravou prego no caixão da democracia brasileira


   
Confira abaixo a íntegra do texto de Fernando Morais, publicado em seu site, o Nocaute:

O penúltimo prego no caixão da democracia brasileira foi cravado ontem pelo juiz Sergio Moro

Eu estou vendo aqui as anotações sobre os últimos acontecimentos, como todo mundo já deve estar sabendo, o juiz Sergio Moro condenou o ex-presidente Lula a 9 anos e meio de prisão, e mais multa, prisão fechada. O que, se essa sentença for confirmada ou mesmo reduzida pela segunda instância, significa que o ex-presidente está inabilitado para as eleições do ano que vem.

Quem pesquisar aqui no Nocaute, verá que desde o primeiro dia de vida estamos dizendo que esse golpe só se justifica, só terá significado, na hora que o ex-presidente Lula for inabilitado a disputar as eleições presidenciais do ano que vem. Não teria nenhum sentido, no nosso entender, fazer tudo o que fizeram, depor uma presidente da República, prender gente, paralisar a economia, se no final entregassem de presente para Luiz Inácio Lula da Silva a Presidência da República.

O penúltimo prego no caixão da democracia brasileira foi aplicado hoje pelo juiz Sergio Moro. A inacreditável sentença do Moro é uma condenação de um inocente. Está absolutamente comprovado que o tríplex, esse processo se refere ao tal tríplex do Guarujá, está absolutamente comprovado que esse apartamento não é nunca foi do Lula e a própria empresa OAS deu esse apartamento para Caixa Econômica como garantia de um negócio que fez. Ou seja, a OAS não poderia dar de garantia para o que quer que fosse um apartamento que não fosse dela. Apesar disso, Moro condenou Lula.

O balanço é muito trágico, porque o golpe engendrado pelo PSDB, pelo Judiciário, mídia, TV Globo, Estado, Folha, Veja, os grandes interesses internacionais, as petroleiras, como foi denunciado aqui em dezembro pelo Assange, numa entrevista para o Nocaute, as petroleiras estavam de olho no pré-sal.

As nossas suspeitas de que a condenação viria aumentavam a cada pesquisa de opinião pública que saía sobre as eleições presidenciais do ano que vem. Como vocês devem ter visto, ao longo das últimas semanas, dos últimos meses, em todas as pesquisas, com todos os cenários, Lula está em primeiro com uma farta vantagem sobre os demais. Em algumas dessas pesquisas, ele ganharia em primeiro turno. Quanto mais essas notícias circulavam, mais eu me convencia de que era isso que ia acontecer.

A ditadura militar que infernizou o Brasil durante 20 anos está de volta, mas agora não é mais verde oliva. É a ditadura togada, dos capa preta, do Judiciário e do MP. Essa gente que está mandando hoje no Brasil. Qual a saída? Dizia o sábio doutor Ulysses Guimarães, a única coisa que aterroriza essa gente é povo na rua. Então vamos para a rua, vamos aterrorizá-los.

A única alternativa que nos resta para reconquistar a democracia, porque o que está em questão não é o Lula, não é a reeleição do Lula, é a questão democrática, e nós estamos na hora de escolher. Não podemos vacilar. Temos que defender a soberania nacional, o pré-sal, os direitos dos trabalhadores e só tem uma maneira de fazer isso hoje: impedindo a consolidação do golpe, portanto assegurando a liberdade do Lula para que o Brasil possa voltar aos eixos.

Portanto, às ruas, no Brasil inteiro. Sem medo. Mas se precisar, com ódio.



 Fonte: Nocaute

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais