Brasil

12 de julho de 2017 - 19h36

Celso Amorim qualifica como “injustiça” a condenação de Lula

Divulgação
Celso Amorim foi chanceler durante todo o governo Lula e ministro da Defesa de Dilma Celso Amorim foi chanceler durante todo o governo Lula e ministro da Defesa de Dilma

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro na tarde desta quarta-feira (10) a nove anos, acusado de “corrupção passiva” e “lavagem de dinheiro”. Em vídeo produzido pelo presidente do Centro de Estudos da Mídia Barão de Itararé, Altamiro Borges, o ex-ministro fala sobre como a ação é uma “perseguição” a Lula.

Amorim destacou o trabalho de Lula para elevar o Brasil no cenário internacional e lamenta que depois do golpe o país tenha retroagido neste sentido. Eu acompanhei o Lula durante oito anos, pelas suas andanças pelo mundo, e pude ver o prestígio do Brasil e o prestígio dele”.

Para o ex-ministro, o caso de Lula é uma clara perseguição, e o judiciário brasileiro tem agido com “leniência” em relação a outros assuntos graves da política nacional. “Eu fui diplomata durante 50 anos posso falar isso com pleno conhecimento, para mim era um orgulho enorme poder ser chanceler do presidente Lula. Eu fico muito triste quando eu vejo várias coisas acontecendo no Brasil, várias injustiças sendo praticadas, a leniência em relação a muitos casos muito graves.

Assista ao vídeo na íntegra: 



Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais