18 de maio de 2017 - 12h04

“Momento é de ir às ruas e pedir Diretas Já”, diz MST

   

Ele se refere à crise política instaurada no país após a denúncia de que o presidente golpista, Michel Temer (PMDB), teria dado o aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha frente a uma possível delação premiada.

As Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo estão convocando atos em todo o país para pedir a saída de Temer e a convocação de eleições diretas.

“Estamos convocando mobilizações para todo o país a partir desta quinta-feira (18). Queremos fazer domingo como um grande dia de paralisação nacional. Um dia em que toda a classe trabalhadora pare o país e esteja nas ruas, nas praças pedindo Diretas Já”, diz João Paulo.

Ele ressalta que estamos vivendo uma situação anormal. “É uma crise política vinda de um golpe, por isso as contradições virão de todas as partes. O momento é ir para a rua e pedir Diretas Já”.

MST


Fonte: Brasil de Fato

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais