Brasil

5 de maio de 2017 - 14h26

Os tecidos andinos protegem contra o maior dos perigos: o esquecimento

Pinterest
Os fios são como veias que irrigam o ventre e na trama se vai construindo os anos de abstração que fazem parte de sua genética e consciência Os fios são como veias que irrigam o ventre e na trama se vai construindo os anos de abstração que fazem parte de sua genética e consciência

Cada fio traz um pedacinho da história de um povo que resistiu à invasão espanhola e mantém suas tradições para se proteger do frio, e acima de tudo, dos padrões impostos pela indústria da moda. “Tecer, nos Andes, não é só tecer, é sustentar um diálogo com a origem. É um sistema de comunicação muito eficiente, entre o inicio da vida e este instante presente”, diz o texto da animação.

A ligação de cada tecelã com a natureza é base de tudo. Para ser armado, o equipamento de tecelagem é preso a uma árvore e sustentado por faixas que permitem o manuseio para a produção dos tecidos. “Para tecer, as mulheres andinas se amarram às árvores, como quem se conecta a um cordão umbilical de memória ancestral. Os fios são como veias que irrigam o ventre e na trama se vai construindo, com infinita paciência, estes anos de abstração que fazem parte de sua genética e consciência”.
Cada tecido traz uma história de resistência, beleza e profunda conexão com o sagrado e com a natureza. “Os símbolos dos mantos condensam conceitos universais com absoluta precisão, uma ciência geométrica que se funde com a arte em constante integração. Em cada tecido se descobre o sonho de um povo que carrega sua identidade em suas vestimentas”.

A partir dos tecidos são feitos ponchos, echarpes, palas, blusas de frio e outros adornos. São inúmeras as possibilidades e a manta andina traz em si a compreensão de que cada estrela é um ponto indispensável na grande trama do universo. “Tecer é capturar a informação dos cosmos, reconhecendo-se como um em meio ao divido e manifestar isso em um manto”.

A animação, em espanhol, é baseada na obra do especialista em cultura andina ancestral Mario Osorio Olazábal e está exposta no Museu Amano, dedicado ao estudo têxtil, em Lima, no Peru.

Assista à animação:

TEJIDO ANDINO from AdemasArteDigital on Vimeo.



Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais