Brasil

20 de abril de 2017 - 13h26

Em pesquisa do Ibope, Lula sobe e tucanos despencam


   
Desde o impeachment de Dilma Rousseff, há um ano, a rejeição a Lula caiu 14 pontos. A pesquisa divulgada pelo Estadão mostra ainda que os três principais nomes do PSDB – que atuaram pelo golpe contra o mandato de Dilma – reduziram o seu potencial de voto.

Desde outubro de 2015, a soma dos que votariam com certeza ou poderiam votar em Aécio Neves despencou de 41% para 22%. Candidato derrotado nas urnas em 2014, Aécio sofre desgaste até nos segmentos em que foi vitorioso. Desde outubro de 2015, seu potencial de voto no eleitorado de renda mais alta (acima de cinco salários mínimos) caiu de 44% para 26%. Na região Sudeste, um de seus redutos, a taxa caiu de 42% para 23%.

Já a intenção de voto para José Serra caiu de 32% para 25%, e o de Geraldo Alckmin foi de 29% para 22%.

Além disso, os três tucanos aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores à de Lula: 62%, 58% e 54%, respectivamente.

Assim como os nomes tradicionais do PSDB, a presidenciável Marina Silva sofreu redução de potencial de voto e aumento da rejeição. Agora, um terço dos eleitores a indicam como possível opção – eram 39% em 2015 e há um ano. 



Do Portal Vermelho, com informações do Estadão

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais