Mídia

21 de março de 2017 - 12h28

Eduardo Guimarães é liberado e afirma que nunca se recusou a depor


Reprodução
Eduardo Guimarães concedeu entrevista após ser liberado pela Polícia Federal Eduardo Guimarães concedeu entrevista após ser liberado pela Polícia Federal
No final da manhã desta terça-feira (21), o blogueiro Eduardo Guimarães foi liberado após prestar depoimento na Superintendência da Polícia Federal, em São Paulo. Ao sair da sede da PF paulista acompanhando de seu advogado, Eduardo concedeu uma rápida entrevista em que narrou como se deu a ação policial. Os agentes federais chegaram à sua residência às 6 horas da manhã com um mandado de busca e apreensão emitido pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª vara da Justiça Federal do Paraná, e apreenderam um notebook, um pen drive e dois celulares (o dele e o de sua esposa). Em seguida o levaram sob condução coercitiva para sede da Polícia Federal onde permaneceu por toda manhã.

Eduardo afirmou que não entende a razão da condução coercitiva. “Eu não me recusei a depor, não existe razão lógica para me levar obrigado até aqui (sede da PF) para dar informações”, declarou Guimarães. O blogueiro informou que a ação contra ele é para que revele uma fonte que lhe antecipou a informação de que o ex-presidente Lula seria conduzido coercitivamente e teria seus sigilos quebrados, como de fato ocorreu em 4 de março de 2016, na 24ª fase da Operação Lava Jato.

Para o advogado de Eduardo Guimarães, Fernando Hideo Lacerda, a ação policial tem duas arbitrariedades. A primeira é a condução coercitiva sem uma intimação prévia, exigência elementar que também não foi respeitada quando o mesmo tipo de operação se deu contra Lula, há um ano. A outra arbitrariedade é a tentativa de violação do sigilo da fonte jornalística, garantia assegurada na Constituição Federal. Lacerda considera que o juiz Sérgio Moro está se utilizando de um processo penal para fazer perseguição política contra Eduardo Guimarães. O advogado informou ainda que o inquérito contra seu cliente deverá seguir com novos investigações e a realização de perícias.

Assista a entrevista de Eduardo Guimarães aos Jornalistas Livres:




 Do Portal Vermelho, com informações dos Jornalistas Livres

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais