Mundo

12 de março de 2017 - 9h46

Índios Sioux lideram protesto com milhares de pessoas nos EUA


 Sioux lideraram protesto diante da Casa Branca em 10 de março  Sioux lideraram protesto diante da Casa Branca em 10 de março
​Os manifestantes se reuniram em frente à sede do Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA e começaram a caminhar às 10 horas, no horário local, e dirigiram-se para a Casa Branca, alcançando a residência presidencial à tarde, em um dia marcado pela chuva e pelo frio em Washington.

​Delegados indígenas reuniram-se na quinta-feira (9) com o senador democrata Bernie Sanders, um dos maiores crítico do oleoduto nos EUA.

Diversas comunidades indígenas e grupos de ambientalistas se opõem ao projeto porque a construção ameaça territórios sagrados e fontes de água potável.

​A reserva de Standing Rock se divide entre os estados de Dakota do Norte e Dakota do Sul, e tem como fontes de água o rio Missouri e o Lago Oahe.

​O oleoduto, que custou 3,7 bilhões de dólares, será ativado na próxima semana, de acordo com o advogado dos indígenas, Jan Hasselman.

Na terça-feira (7), um juiz federal rejeitou o apelo feito por outra comunidade indígena, os Sioux do rio Cheyenne, que tentaram frear as obras alegando que elas violavam princípios religiosos.

​O Dakota Access, com 1.930 quilômetros de extensão, irá transportar petróleo leve dos campos de produção em Dakota do Norte através dos estados de Dakota do Sul e Iowa até Illinois, todos no norte do país.


Fonte: Sputnik

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais