Brasil

17 de fevereiro de 2017 - 13h07

Vice-presidente da Samsung em tribunal sob acusação de suborno


Lee Jae-yong, vice-presidente da Samsung Lee Jae-yong, vice-presidente da Samsung
Esta representa a segunda tentativa de detenção do herdeiro da Samsung, depois que o tribunal rejeitou o mandato de prisão em 19 de janeiro, procurado por promotores que investigavam independentemente o escândalo da presidente impugnada Park Geun-hye.

Lee é acusado de pagar 43,3 bilhões de wons (38 milhões de dólares) em suborno a Choi Soon-sil, amiga da presidente afastada, atualmente no centro de um escândalo de corrupção, em troca de favores políticos no sentido de herdar o controle da maior empresa do país.

Lee dirigia a Samsung desde que seu pai, Lee Kun-hee, ficou incapacitado em maio de 2014, vítima de ataque cardíaco.

A fusão de julho de 2015 de duas filiais da Samsung era crucial para a transferência de poder do patriarca ao seu único filho.

Os promotores acreditam que terão havido discussões nesse sentido quando o vice-presidente da Samsung e a então presidente Park Gyun-hye se encontraram pessoalmente em setembro de 2014, julho de 2015 e fevereiro de 2016.


 Fonte: Diário do Povo

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais