Movimentos

29 de novembro de 2016 - 12h37

Metalúrgicos de Chapecó lamentam tragédia que deixou 75 mortos


Reprodução
   
A Chapecoense disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (30), contra a equipe colombiana do Atlético Nacional.

Durante a escala em Santa Cruz de la Sierra, a comitiva deixou o avião em que viajara desde São Paulo e embarcou no avião da Lamia. No início da madrugada deste terça-feira (29), o avião desapareceu do radar pouco antes de tentar um pouso forçado em Cerro Gordo, nas proximidades da cidade de La Unión, na Colômbia. A aeronave estava a apenas cinco minutos de voo do aeroporto mais próximo, mas o piloto decidiu arriscar o pouso. 81 pessoas estavam à bordo. 

Leia a íntegra da nota :


A direção do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó e Região, filiado à FITMetal, manifesta sua solidariedade às famílias e amigos enlutados pela tragédia que se abateu sobre a Associação Chapecoense de Futebol na Colômbia, onde disputaria uma final de campeonato.

Os trabalhadores do setor metal mecânico são assíduos torcedores da Chapecoense e expressam através desta nota sua grande tristeza com o fato.

É de grande dificuldade pensar a cidade de Chapecó sem os grandes guerreiros da Chape que levaram o nome de nossa cidade ao mais longe que puderam.

Encantaram multidões e tornaram milhares de pessoas amantes do esporte esperançosos quanto ao primeiro título internacional de futebol.

A Direção dos trabalhadores, consternada, pede a Deus que conforte familiares e amigos daqueles que a fatalidade os levou, jogadores, equipe técnica, direção, profissionais da comunicação e tripulação em geral.

O Sindicato suspende todas as homologações agendadas para o dia de hoje, que serão transferidos para outras datas.

O Sindicato, em nome dos trabalhadores, solicita que as empresas empregadoras tomem medidas visando facilitar a participação dos empregados nos atos de despedida dos atletas e membros da comunidade que faleceram neste grave episódio.

Os jogadores da Chapecoense, equipe técnica, jornalistas e diretoria estavam a trabalho do clube e os que perderam a vida, fizeram durante seu trabalho pela nossa cidade e região. Aos feridos, nossa torcida pela recuperação.

Estamos à disposição para auxiliar no que for preciso.

Direção,
STIMMME - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó e Região


Com agências

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais