Movimentos

11 de novembro de 2016 - 13h15

Greve Geral: 20 mil pessoas participam de ato contra a PEC 55

Os manifestantes se juntaram aos milhões de brasileiros que protestaram em todo o país neste Dia Nacional de Greve Geral. Os manifestantes se juntaram aos milhões de brasileiros que protestaram em todo o país neste Dia Nacional de Greve Geral.

A promessa, de parar o centro de Fortaleza, foi cumprida. Mais de 20 mil pessoas participaram da manifestação que teve concentração na Praça do Carmo, percorreu as principais ruas da região, e culminou com ato unificado na Praça do Ferreira, ícone da capital cearense. 

Puxada pelas centrais sindicais CUT e CTB em parceria com as organizações Frente Brasil Popular e Movimento Ceará contra o Golpe, a Greve Geral realiza atos em todo o País em defesa da democracia, pela manutenção e ampliação dos direitos trabalhistas e sociais e, acima de tudo, contra a PEC 55, que limita os gastos públicos, incluindo áreas estratégicas como saúde e educação. Outra caminhada, organizada pela Frente Povo sem Medo, saiu da Praça da Bandeira e também seguiu para a Praça do Ferreira.

Com bandeiras das centrais sindicais, faixas, cartazes e apitos, vestidos de preto, usando máscaras de caveira em alusão à “PEC da Morte”, a manifestação parou o centro de Fortaleza. Com palavras de ordem, os manifestantes denunciavam o golpe, as ameaças à classe trabalhadora, condenando a PEC 55, e ganharam a adesão dos comerciários, que fecharam as lojas em apoio à manifestação.

A unidade foi a marca do ato em Fortaleza. Apear de reunir diferentes categorias de trabalhadores, o sentimento de luta contra o retrocesso mobilizou o povo com a convicção de que só com mobilização e conscientização, o povo é capaz de barrar o retrocesso e as ameaças impostas ao país.


De Fortaleza,
Carolina Campos

Fotos> Comunicadores pela Democracia

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais