Brasil

31 de outubro de 2016 - 12h56

Geraldo Júlio, prefeito reeleito do Recife, critica PEC 241


   
"Ser contra a PEC como ela está não é ser contra o ajuste fiscal. Ela contém erros. Não pode congelar gastos da saúde, da educação, e não congelar gastos financeiros do governo. Vai restringir o social e permitir gastos financeiros, isso é um erro. Tem um desequilíbrio nisso. O Brasil precisa de um conjunto de propostas. A reforma da previdência precisa ser discutida. Precisa ver em que base vai acontecer para a gente poder se posicionar", enfatizou.

O prefeito criticou ainda a falta de repassa para os municípios por parte do governo de Michel Temer. Ele aponta a descentralização de recursos como uma das alternativas contra a crise financeira que atinge os governos municipais de várias cidades do país.

"A gente vive em um momento em que municípios têm sido penalizados. Primeiro com o pacto federativo, em que os recursos ficam em Brasilia. Antes, eles eram descentralizados. A distribuição perdeu a proporcionalidade que tinha em 1989, é uma situação que precisa ser resolvida, tem que dar mais autonomia aos municípios. Os recursos precisam estar nos municípios, é coisa que precisa ser vista, uma pauta supernecessária. Os municípios precisam de recursos federais, alguns estão sem conseguir pagar folha de pagamento, tem que descentralizar", defendeu.


Do Portal Vermelho, com informações do portal NE10

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais