Brasil

28 de setembro de 2016 - 18h05

Nádia: Disputa em São Paulo só será definida no dia da eleição


 
Em entrevista à TV Vermelho, ela lembra ainda que os três principais adversários de Haddad - João Dória, Celso Russomano e Marta Suplicy - estão no campo de apoio ao impeachment e ao governo Michel Temer.

Nesse sentido, além de terem colaborado para golpear a democracia, ainda dão sustentação a uma gestão que tenta emplacar as reformas da Previdência, Trabalhista e do ensino médio, além do teto para gastos públicos. Ou seja, defendem propostas que representam retirada de direitos e garantias sociais e que até mesmo podem inviabilizar grande parte da plataforma que apresentam para a cidade.

A vice-prefeita define Doria como um candidato dos ricos, que despreza o papel do Estado e do serviço público, e Russomano como um postulante vazio, despreparado para assumir o comando da cidade.

Segundo Nádia, ainda há muita confusão em relação a Marta Suplicy, por causa de sua origem petista e de seu governo amparado por partidos progressistas. Segundo ela, contudo, Marta mudou de campo, de linha política. “No PMDB, ela começou uma trajetória nova, que se liga a forças conservadoras, à direita”, afirma, lembrando que ela hoje está aliada a Gilberto Kassab e José Serra, antigos adversários. “E, pior, ela já disse que vai votar a favor da PEC que fixa o teto de gastos para a Saúde a Educação”, ressalta.

Na entrevista, Nádia destaca ainda as conquistas de gestão de Fernando Haddad, a exemplo das duas principais promessas de campanha de 2012, que viraram realidade – melhoria do transporte público (ônibus) e mais vagas em creches.


 Do Portal Vermelho

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais