Brasil

5 de julho de 2016 - 15h38

UJS-AL realiza seu 13º Congresso em Maceió

   

Entre os dias 02 e 03 de julho de 2016, na cidade de Maceió, foi realizado o 13° Congresso Estadual da UJS-AL. Em tempos de disseminação do ódio e de uma profunda crise do capitalismo, o intuito do congresso é construir um processo de mobilização com a juventude de todo Brasil para dizer em alto e bom que há, sim, ESPERANÇA para todos nós!

Há quem possa dizer que isso não passa de um delírio, afinal nosso país e o mundo passam por momentos difíceis. A crise do capitalismo em escala mundial espalha fome e desemprego. As guerras se multiplicam. No rádio, na TV e em muitos sites e redes sociais na internet proliferam-se manchetes negativas.

No primeiro dia, Marcelo Malta, Vice-presidente estadual do PCdoB-AL, deu início a mesa de abertura com os representantes dos centros acadêmicos e da UJS estadual. Logo em seguida, Thiago Souza, Secretário de Juventude do PCdoB-AL e Rarikan, membro da Executiva Nacional da UJS, debateram a conjuntura nacional e a tese do congresso (“Canto a esperança de um mundo novo”). Ousamos pensar diferente. O Brasil é um país de pessoas fortes, que construíram essa nação com o sangue de tantas gerações que lutaram por dias melhores e com o suor de milhares de trabalhadoras e trabalhadores que erguem nosso país diariamente.

Para finalizar os debates do primeiro dia, Rafael Cardoso, Secretario de Formação do PCdoB-AL, David Tenório, Diretor do movimento LGBT da UJS-AL e Silvia Oliveira, Secretária de Mulheres do PCdoB-AL, colocaram em pauta as lutas do feminismo, do movimento LGBT e a importância de toda mobilização para acabar com a desigualdade e qualquer forma de opressão. Inquestionáveis são as inúmeras conquistas da juventude nos últimos anos, como o ingresso na universidade e o sonho da casa própria. É exatamente dessa forma que encontraremos o trilho de novas e maiores conquistas.

Para encerrar o congresso o Ex-presidente da UJS Alagoas e atual Presidente do PCdoB municipal de Maceió, Naldo Freitas, falou sobre o socialismo e o interesse não utópico de fazer revolução com o socialismo cientifico. Rarikan, conduziu a palestra de como é importante a formação de novos DCE nas universidades.

Com votação em cédula, foi aprovada a nova diretoria. Dário Rosalvo, depois de 2 anos de gestão à frente da UJS no estado, deixa a presidência passando a tarefa a Pedro Mendes, presidente da AESA.

Ao longo de seus 31 anos, a UJS praticou e reafirmou os valores mais fortes que identificam a juventude e o povo brasileiro: solidário, revolucionário, alegre e patriótico. Por isso, a UJS é o instrumento para a juventude lutar com consequência e coerência contra as injustiças, mobilizando e construindo vitórias para o povo brasileiro.

Filie-se a UJS e vem com a gente cantar a ESPERANÇA de um mundo novo!
Viva a UJS!


Por Larissa Gomes


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais