Cultura

16 de maio de 2016 - 8h45

O eterno romântico brasileiro Cauby Peixoto morre aos 85 anos


O excêntrico Cauby Peixoto morreu aos 85 anos neste domingo em São Paulo. O excêntrico Cauby Peixoto morreu aos 85 anos neste domingo em São Paulo.
Cauby Peixoto Barros nasceu em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, em 10 fevereiro de 1931. Cresceu numa família de artistas. Trabalhou no comércio até começar a participar de programas de calouros no rádio, no fim da década de 40. 

Cauby era conhecido pelo timbre de voz, muito grave, mas suave, o que expressava um romantismo à moda antiga. Tinha um estilo próprio de cantar, se pentear e de se vestir.

Proveniente de uma família de músicos, o pai (conhecido como Cadete) tocava violão, a mãe bandolim, os irmãos eram instrumentistas as irmãs cantoras e o tio pianista. Sobrinho do músico Nonô, pianista que popularizou o samba naquele instrumento, Cauby também era primo do cantor Ciro Monteiro.

No início da década de 1950, ele se apresentou em programas de talentos como a Hora dos Comerciários, na Rádio Tupi. Gravou o primeiro disco pelo selo Carnaval em 1951 com o samba Saia branca, de Geraldo Medeiros e a marcha Ai, que carestia!, de Victor Simon e Liz Monteiro.

Em 1952, transferiu-se para São Paulo, onde cantou nos bares Oásis e Arpége, além de se apresentar na Rádio Excelsior. Não demorou muito para Cauby se transformar em ídolo do rádio. Entrou para o elenco da Rádio Nacional e dois anos depois já era o cantor mais famoso do rádio, passando a ser perseguido pelas fãs em qualquer lugar onde estivesse.

O cantor gravou inúmeros álbuns e angariou milhões de fãs pelo Brasil durante a sua longa carreira na música, tendo feito digressões pelo exterior, nomeadamente nos Estados Unidos.

Em 65 anos de carreira, teve grande sucesso com músicas como Blue Gardenia, Conceição, Mil Mulheres, Bastidores, New York, New York e Nada Além.

Salão nobre

O velório será realizado a partir das 9 horas desta segunda-feira (16), no salão nobre da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. O enterro está previsto para 16h30 no Cemitério Congonhas.

Na página oficial de Cauby no Facebook, foi colocado um comunicado sobre a morte do músico: "Com muita dor e pesar informamos aos amigos e fãs que nosso ídolo Cauby Peixoto acaba de falecer as 23:50 do dia 15 de maio . Foi em paz e nos deixa com eterna saudades. Pra sempre Cauby!".

Ativo

Com 85 anos, mas ativo, o cantor estava em turnê pelo Brasil com a cantora Angela Maria. Os espetáculos comemoravam os 60 anos da carreira dos dois artistas. No repertório, sucessos como Vida da bailarina, Cinderela, Gente humilde, Bastidores, Babalu e Conceição.




De acordo com Daniel, marido de Angela Maria, a cantora recebeu com bastante tristeza e lágrimas a notícia. "Ela está em choque com a morte do Cauby. Na hora que ela ficou sabendo chorou muito e começou a gritar. Como eu estava no hospital ajudando a família do Cauby, tive que pedir pra minha mãe irm em casa cuidar da Angela. Não é fácil, os dois eram amigos há 67 anos", falou ele.
 
Adeus
 
Nas redes sociais, vários artistas lamentaram a morte de Cauby, entre elas Patrícia Pillar, Daniela Mercury e Maria Rita. "Os brilhos, os blazers, o cavalheirismo, o rosto desenhado, a doçura, o camarim, o gin, a Conceição, A VOZ! Que inspiração arrebatadora, que artista! Cauby, obrigado por ter sido tanto nas minhas escolhas. Vou te ver e ouvir pra sempre, cada vez mais! Que noite triste", escreveu Patrícia.


Com informações do Portal Terra e Ego

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais