Movimentos

30 de outubro de 2015 - 17h25

Sem acordo, FUP anuncia greve por tempo indeterminado


   
“Diante do impasse estabelecido pelo silêncio da Petrobras em relação à Pauta pelo Brasil [documento com reivindicações feitas pela FUP], a FUP e seus sindicatos comunicaram ao Ministério Público que a categoria petroleira entrará em greve nacional, a partir do dia 1º de novembro. A greve, com parada e controle de produção, será por tempo indeterminado e com avaliações diárias”, informou a entidade, em nota.

Segundo a FUP, a companhia ignorou por mais de 100 dias a chamada Pauta pelo Brasil, que inclui suspensão da venda de ativos, preservação da política de conteúdo nacional, garantia de exploração do pré-sal pela própria Petrobras e implementação de uma nova política de saúde e segurança. Além disso, apresentou uma proposta de renovação do acordo coletivo “que reduz direitos”.

A entidade critica também a Petrobras, “em mais uma atitude arrogante”, por não ter comparecido à audiência realizada nesta quinta-feira (29) no Ministério Público do Trabalho (MPT) do Rio de Janeiro para discutir regras durante o período de paralisação.

“Na audiência com o MPT, a FUP ressaltou que o Plano de Negócios e Gestão da Petrobras afeta drasticamente a sociedade brasileira e a vida de milhares de trabalhadores que estão sendo demitidos pelo país afora”, afirma a federação. “A FUP também tornou a denunciar para o MPT as ações antissindicais da Petrobras e cobrou que a Lei de Greve seja cumprida não só pelos trabalhadores, como também pelos gestores da empresa.”

A entidade tem 14 sindicatos filiados (Amazonas, Ceará, Bahia, Duque de Caxias, Espírito Santo, Minas Gerais, Norte Fluminense, Paraná/Santa Catarina, Rio Grande, Paraná - Sindiquímica, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Unificado do Estado de São Paulo).


Do Portal Vermelho, com informações da Rede Brasil Atual

  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais