Mídia

28 de setembro de 2014 - 13h48

Globo provoca blogueiros depois de entrevista com Dilma


Ichiro Guerra
Dilma Rousseff durante a entrevista com blogueiros. Dilma Rousseff durante a entrevista com blogueiros.
A legislação eleitoral não impede que um presidente da República que disputa a reeleição dê entrevistas em sua residência, que, no caso daquela que é hoje a primeira mandatária da nação, fica no Palácio da Alvorada, residência oficial de presidentes da República, ainda que um presidente não seja obrigado a residir nesse palácio – o ex-presidente Fernando Collor, por exemplo, continuou em sua residência particular após assumir o cargo, na famosa “Casa da Dinda”.

Dilma recebeu os blogueiros Altamiro Borges (Blog do Miro), Conceição Oliveira (Blog da Maria Frô), Eduardo Guimarães (Blog da Cidadania), Conceição Lemes (Viomundo), Miguel do Rosário (Cafezinho), Paulo Moreira Leite (247), Kiko Nogueira (Diário do Centro do Mundo) e Renato Rovai (Revista Forum).

A entrevista que Dilma deu a esses blogueiros teve forte repercussão, foi noticiada por vários grandes jornais e telejornais e por todos os grandes portais de internet. Uma das exceções foi o Jornal Nacional, que ignorou o assunto apesar de equipe de reportagem da Globo ter estado no Palácio da Alvorada na mesma hora que os blogueiros.

Durante a campanha eleitoral, Dilma vem recebendo repórteres da grande imprensa diariamente no Palácio em que reside, para falar da campanha. Essa reunião costuma ocorrer na parte externa do Alvorada. Os repórteres ficam na portaria do Palácio à espera de ser convocados para ir até a presidente.

Nenhum veículo não-oficial atravessa os portões do Alvorada. Da portaria até o Palácio, os visitantes são levados por vans.

Após deixarem o Alvorada, os blogueiros supracitados foram levados pelas vans até a portaria, onde quase todos tomariam táxis até o aeroporto – à exceção de Paulo Moreira Leite, que reside em Brasília. Quando lá chegaram, encontraram-se com a equipe da TV Globo, capitaneada pelo repórter Julio Mosquéra, que reportaria no JN apenas a entrevista de Dilma aos repórteres da grande mídia, omitindo a entrevista com blogueiros que ocorrera pouco antes.

Enquanto os blogueiros esperavam táxis na portaria do Palácio, Mosquéra e a equipe de apoio da Globo (cinegrafistas, assistentes etc.) embarcavam em uma das vans do Palácio para irem à coletiva de Dilma, desta vez no mesmo salão que os blogueiros tinham acabado de deixar.

Durante o embarque da equipe global, uma integrante dessa equipe da emissora começou a gritar com intenção evidente de ser ouvida pelos blogueiros: “Vamos lá, mídia golpista! Vamos embarcar, mídia golpista!”. Nesse momento, outros membros daquela equipe acompanharam o “cântico” provocador.

Os outros blogueiros ignoraram a provocação, mas este blogueiro respondeu, no mesmo tom de voz da provocação, que os repórteres não são golpistas, que golpista é o patrão deles. A repórter da Globo que começou o coro provocador retorquiu dizendo que também era “golpista” tanto quanto seu patrão, ou seja, tanto quanto a família Marinho, dona da Globo, que recentemente reconheceu que “errou” ao participar do golpe militar de 1964, que jogou o Brasil em uma ditadura de vinte anos.

Promessas de Dilma aos blogueiros

Na entrevista, minha questão à presidente foi sobre política. Relatei que a grande mídia tem vendido – ou tem tentado vender – ao país que estaria à beira do desemprego, que a Petrobrás estaria quebrada e que, por conta dessas mentiras, pesquisas de opinião vêm mostrando que boa parte dos brasileiros acredita nelas.

Ponderei com a presidente que ela só começou a reagir neste ano eleitoral e que, por conta de ter “apanhado calada” nos últimos anos, parte considerável – ainda que minoritária – dos brasileiros acredita, por exemplo, que o desemprego vai aumentar apesar de o IBGE ter divulgado que em agosto o desemprego foi o mais baixo para esse mês em 12 anos, e que a Petrobrás estaria quebrada, apesar de a empresa valer hoje 8, 10 vezes mais do que quando o PT chegou ao poder e de ter, recentemente, atingido a marca de extração de 500 mil barris de petróleo dos campos do pré-sal.

Diante disso tudo, perguntei à presidente se ela não acha que em um eventual segundo mandato deveria dar mais atenção à política, sendo mais “proativa” no que diz respeito a embate com uma imprensa que faz oposição cerrada ao seu governo.

Dilma prometeu que em um seu eventual segundo mandato não irá mais apanhar calada, que fará o enfrentamento político quando necessário. Além disso, respondendo a pergunta do blogueiro Altamiro Borges, Dilma disse que o país já está “maduro” para passar por uma regulação econômica da grande mídia, nos moldes das legislações de países como Estados Unidos, França, Alemanha, Inglaterra e tantos outros nos quais a imprensa se submete a regras.

Ao fim da entrevista, a presidente conversou em particular com este blogueiro e prometeu que irá apurar denúncia feita nesta página na sexta-feira, sobre planos de setores da Polícia Federal autoproclamados “antipetistas” de fazerem uma denúncia contra o PT no segundo turno da eleição presidencial a fim de “tirar o PT do poder”.

Assista a entrevista de Dilma com blogueiros, na íntegra, abaixo:





  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais