Movimentos

26 de maio de 2014 - 17h14

Novo presidente da UJS visita redação do Vermelho


 Foto: Clécio de Almeida  Foto: Clécio de Almeida
Renan contou ao jornalista e dirigente comunista o processo de mobilização e organização do congresso: “Mobilizamos na base meio milhão de jovens, que em centenas e centenas de atividades debateram as teses do congresso e elegeram os três mil delegados que estiveram em Brasília nos últimos dias”, disse, informando ainda que nesse processo o número de filiados da UJS cresceu em todo o País, atingindo a marca dos 200 mil.

Sintonizado com a evolução do quadro político nacional, o presidente da UJS explicou que o 17º congresso procedeu à renovação programática, considerando os 12 anos de governos progressistas, durante os quais o Brasil tem passado por importantes mudanças. “Temos consciência de que as mudanças mais profundas ainda estão por vir, o que exigirá maiores embates, mas não perdemos o sentido da realidade e valorizamos as vitórias que o povo brasileiro e a juventude têm conquistado”, afirmou, demonstrando também a convicção de que “há um sentimento geral progressista, de avanço da juventude”.

O novo presidente da UJS demonstrou enorme alegria com o comparecimento da presidenta Dilma ao congresso e sua participação no ato “Amar e Mudar as Coisas”, onde fez um pronunciamento vibrante, passando para a juventude uma mensagem positiva que infunde confiança em que vale a pena lutar e na campanha eleitoral de 2014 “renovar a esperança”. Por isso, assegurou Renan, “cada núcleo da UJS será um comitê de campanha pela reeleição da presidenta Dilma Rousseff”.

O editor do Vermelho parabenizou a UJS pelo grande êxito do 17º Congresso e por suas acertadas resoluções. Reinaldo, que nos anos 1990 teve como uma de suas tarefas no âmbito do Comitê Central do PCdoB, acompanhar política e ideologicamente a Juventude, ressaltou o papel da UJS na formação da consciência política da juventude brasileira, a contribuição que dá para a mobilização de grandes contingentes de massas em favor das causas nacionais e populares e da luta pelo socialismo. Para Zé Reinaldo, “a existência de uma juventude assim politizada e organizada é uma garantia do futuro da luta do povo brasileiro por sua emancipação nacional e social, do desenvolvimento da luta pelo socialismo”.

A UJS e o Portal Vermelho expressaram a vontade comum de estabelecer uma cooperação mútua na difusão das posições políticas, das campanhas e lutas e em favor de um novo ativismo na luta de ideias no âmbito das redes sociais.

Da redação do Vermelho


  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais