América Latina

19 de setembro de 2012 - 14h52

Assange: Equador não tem medo de manter princípios como soberania


VANGUARDIA LIBERAL
Manifestantes protestam a favor de Assange. "Bem-vindo ao Equador, Julian Assange", diz o cartaz
A declaração foi feita por Assange em uma entrevista a à agência equatoriana de notícias, Andes, na embaixada do Equador em Londres, onde o fundador do WikiLeaks permanece desde 19 de junho.

Leia também:
Preservativo usado como prova não tem DNA de Assange

Assange afirmou que, embora tenha recebido ofertas de outros lugares, escolheu o país por considerar suas alianças regionais e porque, sob a administração Correa, o Equador era a melhor situação que tinha.

Entre os valores do governo equatoriano, destacou sua soberania, independência, coragem, valores democráticos, exclusividade e valorização dos direitos humanos.

Em sua opinião, ganhou duas vitórias importantes, uma é a declaração forma de asilo, a qual proporciona um grau de proteção política e legal contra as perseguições dos Estados Unidos contra ele e os integrantes do WikiLeaks.

A outra, foi a vitória contra o Reino Unido, cujas autoridades ameaçaram invadir a embaixada do Equador nos dias 18 e 19 de agosto, o que gerou um apoio internacional uníssono a favor deste país.

O Equador pretende abordar a questão da situação de Assange na próxima semana, durante a Assembleia Geral da ONU, para conseguir um salvo-conduto para que ele possa viajar para Quito, em ser preso e extraditado para os Estados Unidos.

Com Prensa Latina



  • VOLTAR
  • IMPRIMIR
  • ENCAMINHAR

Últimas Mais